CoinJanitor lança projeto para limpar “moedas mortas”

Um projeto único que limpará os mercados das “moedas mortas” está prestes a ser lançado. O CoinJanitor se tornará o primeiro projeto no mundo a tomar conta de moedas que faliram com uma abordagem única ao problema. A ideia é comprar as criptomoedas de detentores, fornecendo-os uma forma de recuperar algo do investimento perdido nessas moedas.

Publicado em 23 de Abril de 2018 por

CoinJanitor pagará para que usuários entreguem criptomoedas inúteis, integrando-as novamente ao mercado

Um projeto único que limpará os mercados das “moedas mortas” está prestes a ser lançado. O CoinJanitor se tornará o primeiro projeto no mundo a tomar conta de moedas que faliram com uma abordagem única ao problema. A ideia é comprar as criptomoedas de detentores, fornecendo-os uma forma de recuperar algo do investimento perdido nessas moedas. Uma vez que as compras estiverem completas, o CoinJanitor possuirá todos os ativos que pertencem àquela moeda, para que dessa forma, possa criar novas ferramentas através dos dados, códigos e outros ativos relevantes.

Um criativo conceito de experientes especialistas em criptomoedas

A ideia vem de uma equipe de altamente respeitáveis especialistas em criptomoedas, liderada por Marc Kenigsberg, um notório entusiasta de Bitcoin e investidor precoce. Marc Kenigsberg tem se envolvido com a indústria de apostas desde 1999 e foi responsável por algumas das maiores marcas do mundo. 6 anos atrás, ele se envolveu com o Bitcoin e tem sido um apaixonado entusiasta desde então, lançando o BetChain, um dos maiores cassinos de Bitcoin do mundo e o Bitcoin Chaser, um dos maiores sites afiliados.

Marc surgiu com a ideia do CoinJanitor após uma discussão a respeito de projetos falidos de Blockchain. Ninguém realmente sabe o que acontece o que acontece quando um projeto de Blockchain morre ou como ele falha. Contudo, podem existir mais de 3 mil desses projetos empatando valores que podem ser reciclados.

Anatomia do mercado

Muitas pessoas não percebem a profundidade do problema. Existem mais de 4,5 mil criptomoedas em circulação, sendo que apenas 1,5 mil são negociadas. As 3 mil restantes são empurradas à periferia. Isso é mais de 67% das moedas existentes, mas muitas pessoas não estão cientes disso.

CoinJanitor sacode a poeira criptográfica

Portanto, existe a necessidade no mercado de lidar com todas essas moedas mortas, de prover esperança aos milhares de detentores de criptomoedas falidas e de um forte caso para a criação de novas ferramentas baseadas nesses rascunhos de moedas para o benefício de entusiastas criptográficos. É por esse motivo que o CoinJanitor começará a comprar esses falidos projetos, visando seu código, os dados contidos em sua Blockchain, seus ativos de marketing e mais, para que eles possam surgir com novas e criativas ideias para produzir ferramentas e serviços através da reciclagem.

CoinJanitor oferece programa de recompensas para espalhar a palavra

Qualquer um pode se envolver com o projeto CoinJanitor em vários níveis. O CoinJanitor lançou um programa de recompensas para ajudar a espalhar a palavra e começar seu processo de compra. Esse programa está agora no ar, e qualquer um pode participar. Aqui é possível encontrar os detalhes do programa de recompensas e saber como exigi-las.

Venda pública

Uma vez que o token JAN for lançado e sua venda começar, a CoinJanitor queimará todos os tokens que comprar e deixará restar apenas os ativos que esses projetos detêm. O token JAN – desenvolvido para se tornar uma ferramenta para essas compras – será a única ferramenta de compra que o projeto utilizará. O CoinJanitor oferecerá esse token ao público no dia 1 de maio. A venda será encerrada no dia 31 do mesmo mês, sendo que compradores serão capazes de aproveitar todos os desenvolvimentos trazidos pelo CoinJanitor baseados no código e dados que adquirirá enquanto limpa o mercado de moedas mortas.

Junte-se ao Janitor!

Qualquer um interessado nesse projeto pode checar seu website. O CoinJanitor também conta com um grupo no Telegram onde usuários podem expressar suas dúvidas à equipe. Além disso, o projeto possui contas no Twitter e Facebook que podem ser seguidas para obtenção das últimas notícias sobre o projeto.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment