O recurso analítico CoinMetrics.io realizou um estudo para descobrir se existe alguma conexão entre a dinâmica dos volumes de negociação de Bitcoin e as estações do ano. Como resultado, os especialistas concluíram que os indicadores do BTC não estão sujeitos à sazonalidade.

A CoinMetrics estimou os dados para 2014-2018, no entanto, dada a significativa diferença entre os períodos de rali e do mercado de ursos nos últimos cinco anos, inicialmente não foi possível detectar uma tendência clara.

Os analistas decidiram então converter os volumes de negociação em uma porcentagem da capitalização total do ativo e descobriram que a média de 2% praticamente não muda de mês para mês.

Ainda em menção à CoinMetrics, lembramos que anteriormente, Nick Carter, o cofundador da empresa, propôs abandonar a capitalização de mercado como uma ferramenta para estimar a riqueza agregada do Bitcoin. Nesse contexto, ele propôs, como solução, a introdução do conceito de “capitalização realizada”, que é baseado na agregação de UTXO (rendimentos desprotegidos de transações).