Com ETF ou sem, o Bitcoin vai bem, obrigado!

A liberdade tem um preço, e mais recente deles pago pelo Bitcoin e seus usuários foi a ETF. Talvez os investidores do Bitcoin, que são aventureiros natos, estejam melhor sem a ETF de qualquer maneira.

Publicado em 11 de março de 2017 por

Essa semana ocorreu uma demonstração de otimismo para rivalizar com as bolsas de valores do mundo: O preço do Bitcoin de repente saltou mais de US$ 100 na sexta-feira de manhã, e estava sendo negociando acima de US$ 1300 por unidade pela primeira vez.

Por um breve momento, antes da decisão da SEC ser anunciada, mais de uma hora antes de o mercado de ações dos EUA abrir, o preço do Bitcoin estava cravado em mais do que 10% em relação ao dia anterior.

Publicidade

Publicidade

A moeda virtual baseada em blockchain tocou um novo preço recorde de US$ 1325, continuando a sua recente alta em meio a esperada aprovação da SEC do primeiro ETF Bitcoin. Uma semana atrás, o Bitcoin até mesmo superou o preço do ouro.

Mas, em um lembrete de quão inconstante o mercado para esses ativos pode ser, logo após a decisão da SEC na sexta-feira, o preço Bitcoin tomou uma meia-volta e caiu para mínimos ainda não vistos em meses, mergulhando abaixo de US$ 1000 a um preço tão baixo quanto US$ 980, depois que os investidores Bitcoin receberam a má notícia da Securities and Exchange Commission dos Estados Unidos. Isso causou um abalo de 35% no preço Bitcoin no espaço de um dia.

Muitos negociantes de Bitcoin esperavam que a chamada criptomoeda, criada através de “mineração” digital, logo se tornaria disponível no mercado de ações aberto sob a forma de um fundo negociado em bolsa (ETF). Dessa forma, os principais investidores poderiam comprar Bitcoin tão facilmente como eles podem agora comprar ações, teoricamente, empurrando o preço Bitcoin para cima.

Mas a SEC decidiu sexta-feira que impediria que o ETF proposto, o Winklevoss Bitcoin Trust, de se juntar a bolsa de valores, citando “preocupações sobre o potencial para atos e práticas fraudulentas ou manipuladoras” no comércio do Bitcoin. Os patrocinadores da ETF, os gêmeos Winklevoss conhecidos por seu papel controverso na fundação do Facebook, tinham proposto um fundo único trocaria valor como um estoque regular, sob o símbolo “COIN”.

Os investidores de Bitcoin utilizam as oscilações de indução whiplash no preço da moeda, que tem sofrido acidentes de flash e numerosas quedas de preços em meio a roubos e ataques cibernéticos que têm atormentado a indústria, tais como o corte fatal da exchange de Bitcoin Mt. Gox em 2014. O escândalo da Mt. Gox deixou o bitcoin em uma situação difícil, seu preço médio caiu e demorou três anos para que ele atingisse novamente os valores da época.

Mas isso não impediu que especuladores de Bitcoin tivessem um gosto do hype em torno da decisão da SEC, que alguns não esperavam até segunda-feira, por conta do regulamento da agência.

Ou se considerarmos a estratégia de Sean Everett, um empresário especializado em inteligência artificial, que recentemente lançou um pequeno fundo de hedge chamado o fundo de Código Base. Na semana passada, Everett vendeu todas as suas ações no fundo, bem como em suas contas pessoais, incluindo suas ações da Apple, Nvidia e Amazon.

Em vez disso, Everett diz que vai investir um terço dos seus ativos diretamente em Bitcoin, um terço em Ethereum (outro tipo de criptomoeda que é mais barata do que o Bitcoin, mas subiu ainda mais recentemente), e manter o restante em dinheiro. “Agora que o ouro esta no mesmo patamar do Bitcoin, acreditamos que um investidor terá uma escolha entre os dois e pode acabar escolhendo coisas como criptografia durante a próxima desaceleração do mercado”, diz Everett.

Ironicamente, os investidores na proposta do Winklevoss Bitcoin ETF provavelmente não teriam capturado qualquer sobre tensão ou desânimo de sexta-feira no preço do Bitcoin. Isso porque a ETF foi projetada para calibrar o valor de seus Bitcoins apenas uma vez por dia, conforme determinado. O Bitcoin, que não está vinculado pelas regras do mercado tradicional e pode ser negociado 24 hors por dia, 7 dias por semana,  a qualquer hora do dia. Isso faria com que o fundo ETF Winklevoss tivesse sido “congelado” no final do expediente na sexta-feira, apenas para tomar de sobressalto qualquer mudança no valor do Bitcoin apenas no próximo dia útil, ou seja, no momento da abertura da bolsa.

Mas os investidores no Winklevoss Bitcoin ETF não teriam conseguido os mesmos resultados que se eles investissem diretamente em Bitcoin de qualquer maneira. Os irmãos Winklevoss têm o seu próprio índice para acompanhar o preço do Bitcoin, que eles chamam de WinkDex, com média de preço do Bitcoin através de várias trocas. Enquanto o ETF Bitcoin não pretende espelhá-lo, o WinkDex fornece uma ideia aproximada de como o Winklevoss Bitcoin Trust teria realizado.

O gráfico ilustra a menor volatilidade do WinkDex (linha laranja) em relação a si mesmo (a linha branca), ou seja, o Bitcoin. A menor volatilidade, também conhecido como menor risco, muitas vezes pode trabalhar em favor dos investidores, mas também, por vezes contra ele. Até agora, este ano, por exemplo, o WinkDex é de até cerca de 23%, mas de forma crua, o Bitcoin subiu mais de 30%. (Esse desempenho ainda está longe, e supera os ganhos de ações dos EUA, com o S&P500 acima modestamente acima de 6% em 2017.)

Os Winklevoss visavam alavancar seu ETF através das “mudanças de preço e volatilidade”, de acordo com sua aplicação enviada para a SEC. Com o passar do tempo, isso acabaria por render frutos, bem como protegeria contra grandes perdas. Até o momento, em pouco menos de 5 anos de existência do WinkDex, ele acaba continuando atrás da performance do Bitcoin, apesar de ambas apresentarem retornos impressionantes.

Assim sendo, se eles puderem suportar a volatilidade, os investidores do Bitcoin estão indo bem, até mesmo melhor do que se tivessem investido no WinkDex. Mesmo após a queda de sexta-feira, o preço do Bitcoin teve um crescimento absurdo de 190% desde o início de 2012.

A liberdade tem um preço, e mais recente deles pago pelo Bitcoin e seus usuários foi a ETF. Talvez os investidores do Bitcoin, que são aventureiros natos, estejam melhor sem a ETF de qualquer maneira.

O fato que fica, a lição é que com com a ETF os valores do Bitcoin poderiam sim ter aumentado, mas sem ela os preços não despencaram!

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment