Complexidade de mineração do Bitcoin sofre segunda maior diminuição na história

Publicado em 4 de dezembro de 2018 por

O mais recente recálculo da complexidade da mineração de Bitcoin mostrou que este número caiu em mais de 15%, sofrendo, assim, a segunda maior queda em toda a história da existência do BTC.

A complexidade da mineração é um parâmetro da rede de Blockchain, que mostra o quão difícil é realizar um cálculo matemático para encontrar um novo bloco e, consequentemente, receber um prêmio por ele. Ela é afetada, entre outras coisas, pelo hashrate da rede, ou seja, pelo poder total de computação dos equipamentos de mineração envolvidos no processo de mineração da criptomoeda.

Com uma diminuição no hashrate, a complexidade também cai, e isso foi exatamente o que aconteceu segundo os dados do mais recente recálculo – desta vez, o declínio foi extremamente grande, atingindo 15,13%.

Como observou Fernando Ulrich, o analista-chefe da XDEX, esta é a segunda maior queda de complexidade em toda a história do Bitcoin e a maior desde dia 1 de novembro de 2011, quando esse número caiu 18%.

A diminuição na complexidade da mineração também foi registrada no recálculo anterior do dia 18 de novembro, enquanto antes disso, ela só foi observada no dia 15 de julho.

Vale notar que o hashrate do Bitcoin também continua a diminuir: este indicador está em uma tendência de queda desde meados de outubro. A queda nos preços só agravou a situação, forçando muitos mineradores a desativar seus dispositivos devido à falta de rentabilidade da mineração. Em termos de preço, o ponto de equilíbrio não é definido. Alguns falam de US$7 mil como o ponto de equilíbrio para o Bitcoin, já outros citam o nível de US$4,5 mil, abaixo do qual o Bitcoin tem sido negociado desde dia 20 de novembro.

Outro fato que chama a atenção é que ontem, o indicador do hashate caiu para 37,7 EH/s, que é uma queda de 39% em comparação aos 61,9 EH/s registrados no final de agosto.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment