Conceitos da análise técnica

Nesse segundo artigo sobre análise gráfica, falaremos sobre alguns dos conceitos mais básicos e mais importantes dessa metodologia: suporte e resistência. Compreender o que são, como funcionam e as formas de usar esses princípios é fundamental para as tomadas decisão no mercado.

Publicado em 6 de Maio de 2018 por

Neste artigo, falaremos sobre dois conceitos muitos importantes e suas principais características. Seguramente, alguém que está no mercado de capitais já ouviu os termos Spread e volatilidade, mas será que sabe realmente o significado dessas expressões e como elas são definidas nesse contexto?

Volatilidade

Como todos devem saber, volatilidade nada mais é que uma medida de constância. No mercado financeiro, é basicamente a mesma coisa. Volatilidade, nesse contexto, é uma medida de dispersão de um título que aponta a frequência e intensidade das oscilações do retorno.

Publicidade

Publicidade

Desse modo, quanto maior a volatilidade, maior o risco (de perda ou ganho). Ademais, conhecer o nível de volatilidade de um ativo pode ajudar o agente a tomar suas decisões da maneira mais eficiente de acordo com seu perfil.

Por exemplo, considerando dois ativos, o ativo X com preço de R$35 e volatilidade anual de 10% e o ativo Y com preço R$30 e volatilidade de 50%, a estimativa de oscilação de preços varia entre R$31,50 e R$38,50 para o primeiro e R$45,00 e R$15 para o segundo. Assim, a maior diferença de preços para Y é causada por sua maior volatilidade.

Destarte, como já citado, a volatilidade está intimamente ligada ao risco, sendo esse primeiro conceito uma das formais mais fáceis de mensuração do risco.

Publicidade

Publicidade

Como é calculada essa variável?

Existe mais de uma maneira de calcular a volatilidade, sendo que a mais usual delas é calcular a variância ou o desvio padrão da rentabilidade de um ativo. Nesse caso, essa é uma medida de volatilidade absoluta mutável em relação ao tempo, tornando a escolha do período muito interessante nesse cálculo.

Outra maneira de calcular a volatilidade de um ativo é através do beta (β), que mede o nível de oscilação de um ativo usando como parâmetro outro índice. Por exemplo, supondo que a ação Z possui β =1 em relação ao IBRX50, isso quer dizer que essa empresa vai flutuar na mesma proporção que o IBRX50.

Spread

Agora que já entendemos um pouco mais sobre o conceito de volatilidade, vamos ao spread. No mercado financeiro, esse termo significa a diferença entre preço de compra e venda de um ativo num determinado período. Basicamente, o spread pode ajudar os investidores a definir o custo de entrar e sair rapidamente de um ativo.

Observe na primeira linha que a diferença de preço entre o valor de compra venda do ativo PETR4 num mesmo momento é de R$0,01, sendo R$ 22,43 a melhor forma de comprar e R$22,42 a melhor forma de vender.

Conceitos da análise técnica. BTCSoul.com

Para calcular o custo através do spread, basta pegar o valor do spread e descobrir qual o percentual de representação sobre a melhor oferta de venda. No exemplo acima, basta pegar o spread de R$ 0,01, dividir pelo melhor valor de venda R$ 22,43 e daí multiplicar por 100 para obter o valor em percentual.

Como é calculado o custo?

Ainda utilizando o exemplo da figura acima, é possível perceber que o spread da PETR4 é de R$0,1, obtido através da diferença entre as melhores ofertas de compra e venda destacadas na 1ª linha, respectivamente R$22,42 e R$22,43. Este spread equivale a 0,045% da melhor oferta de venda.

E o que, exatamente, significa esse custo gerado pelo spread? Ele quer dizer que a PETR4 precisa subir no mínimo 0,045% para que o investidor possa sair sem perdas da operação – sem levar em consideração os custos operacionais. Vale ressaltar que quanto maior for o spread, mais o ativo precisará se valorizar para que a operação de compra comece a dar lucro.

O próximo artigo tratará do conceito de liquidez, ao qual, ambos estão relacionados. 

Esse artigo foi escrito pela economista Gabriele de Souza Couto

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment