Consórcio R3 se recusou a aceitar bancos russos

O consórcio R3, um dos maiores na área de blockchains financeiras, afirmou não estar pronto para aceitar bancos russos devido às sanções internacionais impostas pelo governo dos EUA e UE.

Publicado em 6 de abril de 2017 por

O consórcio R3, um dos maiores na área de blockchains financeiras, afirmou não estar pronto para aceitar bancos russos devido às sanções internacionais impostas pelo governo dos EUA e UE.

O Sberbank queria juntar-se ao R3, mas ficou claro que o pedido seria rejeitado devido à decisões politicas  (Sberbank e outros bancos russos desde 2014 estão sob sanções dos EUA e da UE). Como resultado, agora, quem não quer se juntar ao R3 é o banco russo.

Publicidade

Publicidade

O vice-presidente do Sberbank, Lev Khasis afirma que tal pedido ao grupo R3 nunca foi apresentado, mas fontes afirmam que o pedido não só foi feito, como também foi negado.

Lev Khasis afirma que o Sberbank planejou juntar-se ao R3 em dezembro de 2015, mas em setembro de 2016 a instituição financeira anunciou sua decisão de juntar-se ao consórcio internacional de blockchain Hyperledger.

O Sberbank esclareceu que, no campo da tecnologia blockchain, ele busca o desenvolvimento da circulação de documentos, factoring interbancário e troca de informações .

Publicidade

Publicidade

Questionado sobre o fato de que o Sberbank realmente tinha sido recusado pelo R3 devido a sanções, ele respondeu que “não são apenas as sanções, por agora, a percepção geral do mundo sobre a Rússia está muito complexa”.

“Qual é o ponto de alguém te querer se você não quiser? Quando eles começarem a nos querer, vamos pensar se os queremos” – acrescentou Lev Khasis.

Quando perguntado se o Sberbank tinha conseguido com o grupo Hyperledger o que buscava no grupo R3, Lev Khasis disse ser impossível comparar o que se quer agora com o que se queria há um ano.

“Esta não é uma situação estática.”

Atualmente, o grupo R3 é composto por apenas um participante russo – o sistema de pagamento QIWI.

O consórcio de blockchain R3 foi criado em 2015, contudo enfrentou um êxodo em massa quando decidiu não perseguir mais as soluções em blockchain. E, agora, conta com mais de 80 organizações, incluindo grandes estruturas financeiras internacionais como Goldman Sachs, JP Morgan, Credit Suisse, Barclays, BBVA, etc.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment