Cresce o numero de carteiras de Bitcoin ativas

O gerente de marketing de uma empresa que produz ATMs de Bitcoin, Martin Wismeyer, implantou um chip NFC que armazena seus Bitcoins em sua mão.

Publicado em 11 de Abril de 2017 por

Novos estudos feitos pela Universidade de Cambridge mostram que o numero de carteiras  de Bitcoin únicas ativas a partir de 2017 oscilou entre 5,8 milhões e 11,5 milhões. Esses indicadores são semelhantes, guardadas as devidas proporções, ao numero de carteiras ativas em 2013, que estavam entre 0,6 milhões e 2,6 milhões.

O numero total de carteiras, incluindo as inativas, em 2013 estava estimado em 8,2 milhões, mas em 2016, esse numero mais que quadruplicou, chegando a quase 35 milhões.

screenshot-www.jbs_.cam_.ac_.uk-2017-04-11-17-31-00-1024x622-min

Um relatório chamado Global Cryptocurrency Benchmarking Study foi preparado pelo Centro de Finanças Alternativas da Universidade de Cambridge, em conjunto com o sistema de pagamento Visa.

De acordo com a equipe chefiada pelo Dr Garrick Heilman, este é o primeiro documento que analisa de forma abrangente a crescente indústria da criptomoeda e seus principais ativos face às carteiras, fornecedores de carteiras, plataformas de pagamentos e mineiros.

screenshot2-min

Entre outros números notáveis, 81% dos fornecedores de carteiras são baseados na América do Norte e Europa, mas apenas 61% dos usuários (31% na Europa e 30% na América do Norte) estão nessas regiões. 20% dos usuários vivem na região Ásia-Pacífico e outros 13% na América Latina.

Outra conclusão importante do estudo foi que 73% dos próprios usuários controlam as chaves privadas de suas carteiras, e em apenas 15% dos casos este importante aspecto da segurança dos fundos está também nas mãos de terceiros. Os restantes 2% dos utilizadores optam por conceder o controle total sobre as chaves aos fornecedores ou ter outros responsáveis pela sua segurança.

As carteiras mais utilizadas atualmente são as oferecidas por aplicativos para dispositivo móvel (65%). Os aplicativos para dispositivo desktop são oferecidos por 42% dos provedores, aplicações web 38%. Quase um quarto de todos os provedores (23%) oferecem aos usuários carteiras de hardware.

Ao mesmo tempo, mais de metade de todos os fornecedores de carteiras – 56% – não se limitam ao armazenamento de criptografia e oferecem funções e serviços adicionais, por exemplo, compra instantânea, inclusive para moedas nacionais.

Somente para recordarmos, no início de abril, em Berlim aconteceu a primeira reunião de desenvolvedores de carteiras para criptomoeda. Em seu curso, questões relacionadas à conveniência do uso de carteiras, a unificação dos padrões da indústria e questões de segurança foram os principais temas discutidos.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment