crime bitcoin telefone

O Bitcoin, devido à sua natureza decentralizada, é vulnerável a esquemas e hoje, mais um desses casos veio à tona. Segundo informações, a polícia de Gwinnett County, nos EUA, está presenciando suspeitas de ligações telefônicas de esquemas na área que demandam pagamentos em Bitcoin do público.

O Bitcoin não é a única moeda usada nesses golpes

Os scammers estão usando formas mais sofisticadas que parecem muito autênticas, e dessa vez, miraram a polícia de Gwinnett County nos EUA, bem como a IRS (Receita Federal do país). Abaixo, está uma imagem de uma nota oficial lançada pela polícia:

bitcoin scam

De acordo com relatórios, o scammer alegou ser um oficial de informação pública chamado Sargento Jake Smith e usou a identidade para ligar para público em geral. A chamada demandava pagamentos imediatos em Bitcoin para continuar o serviço de utilidade na área. Um release de departamento leu a declaração da seguinte forma:

“Scammers disseram às vítimas e potenciais vítimas que o serviço seria cortado se o pagamento não fosse recebido imediatamente, que um parente estava preso e precisava de dinheiro para a fiança e que pagamentos imediatos eram necessários para ingressos ou mandados, sendo que a falta de pagamento resultaria em prisão”.

Próxima parada – Brasil

Outras ligações recebidas pelas vítimas alegavam ser da Receita Federal e demandavam o pagamento de impostos atrasados. Neste contexto, a polícia alertou para que as vítimas reportassem tais esquemas no número de denúncias local.

Além disso, para evitar tais esquemas, o departamento de polícia de Gwinnett informou ao público em redes sociais para ajudar a “identificar os suspeitos em vários esquemas recentes”. Em adição, eles pediram auxílio da população, que deveria ligar para um número específico..

Apesar dessas ocorrências terem ocorrido nos EUA, vale ressaltar que, infelizmente, em breve elas podem ser utilizadas em outro lugar, como o Brasil. Dada a “reputação” da classe criminal do nosso querido país, não seria de se espantar que alguns deles já estivessem iniciando esse tipo de tentativa de extorsão.

Contudo, vale a pena relembrar que o Código Penal Brasileiro prevê pena para tal tipo de atividade ilegal, o que pode resultar em sério tempo de prisão – seja a extorsão pedida em Bitcoin ou qualquer outra coisa, continua sendo crime.

O Bitcoin está se tornando a primeira escolha para scammers

Apesar das baixas taxas do Bitcoin em 2018, relatórios indicam o crescimento do índice de fraudes e esquemas envolvendo criptomoedas: em dezembro, por exemplo, foi divulgado que a polícia de Ottawa estava investigando numerosas ameaças de bomba onde os scammers demandavam US$20 mil em BTC. Mais ainda, a polícia canadense alertou ao público a respeito de esquemas de Bitcoin e aconselharam a devida diligência e cuidado antes de qualquer investimento em criptomoedas durante o período.

Houve dias em que os fraudadores demandaram pagamentos em vales-presente, cartões de débito, transferências bancárias e dinheiro, sendo que, no entanto, como mencionado acima, Bitcoin e criptomoedas estão se tornando cada vez mais populares para os hackers e fraudadores modernos.