Daimler poderá usar Bitcoins para financiar transporte na África

Depois da compra da PayCash, uma empresa de transferência de valores, a Daimler já sinalizou que poderá utilizar a moeda digital para construir a sua presença na África.

Publicado em 20 de fevereiro de 2017 por

Depois da compra da PayCash, uma empresa de transferência de valores, a Daimler já sinalizou que poderá utilizar a moeda digital para construir a sua presença na África.

Sinais de crescimento da Daimler na África

O continente está fornecendo enorme demanda por redes de transporte, mas as empresas são constantemente assoladas por problemas de financiamento. A gigante de veículos automotores disse à revista da indústria, a Autconomy esta semana:

Publicidade

Publicidade

“Já estamos presentes em mais de 30 mercados na África que ainda estão se expandindo tanto a nossa gama de produtos quanto em nossa rede de operações de serviço”, disse um porta-voz. “Este é um sinal claro que esperamos um maior crescimento na África.”

A escala de acesso ao financiamento para economias em desenvolvimento é mínima. Dois bilhões de pessoas e 200 milhões de empresas carecem de apoio adequado, a Autconomy diz, dando uma clara vantagem para as alternativas baseadas em moeda digital, que as empresas podem utilizar para cortar os intermediários.

Paycash pode ser a solução

Quando Daimler tranquilamente comprou a empresa baseada em Luxemburgo no mês passado, muito se especulou sobre o que poderia estar por vir. Agora, ao que parece, os detalhes estão ficando cada vez mais claros.

Publicidade

Publicidade

“O maior problema observado no setor automotivo é a falta de mecanismos de financiamento adequados”, disse Eskinder Desta, diretor-gerente da Habesha Capital Services Etiópia.

Enquanto isso, o Bitcoin está demonstrando um potencial de remessas em função da redução de custos e aumento de interesse por parte do público, particularmente em países como a Nigéria, Gana e África do Sul.

Digitalização é o futuro

Os planos de inovação não podem mesmo parar de reinventar o crescimento automotivo no continente Africano. O Roadmap da Daimler inclui a digitalização de setores inteiros de suas operações, o que eles dizem que irá oferecer aos clientes mais escolha e flexibilidade.

“Como resultado da digitalização de toda a cadeia de valor acrescentado, que são capazes de fazer processos de desenvolvimento mais curto, os fluxos de trabalho de produção mais flexível e rotas de distribuição mais direta. Isso nos permite responder mais rapidamente e, especificamente, com as preferências dos clientes,” diz o estatuto da estratégia de crescimento da empresa.

“Promover o processo de digitalização dentro da empresa exige novas formas de pensar e de agir. Queremos espalhar o entusiasmo por novas tecnologias digitais entre os nossos funcionários e reforçar a nossa cultura de inovação.”

O movimento da PayCash coloca nas ruas a gigante automotiva, à frente dos seus concorrentes, que até agora só têm flertado com tecnologia digital nas economias desenvolvidas que servem aos clientes existentes.

A Visa está atualmente trabalhando com a Honda e ParkWhiz em aplicações que vão integrar ainda mais os pagamentos para a indústria automotiva.

Enquanto isso parece que o Bitcoin está deslizando em livros da Mercedes de mais de um ângulo. A corrida pelo Bitcoin não para apenas na Daimler. Com a Venezuela, Índia e México aumentando seu volume mensal na LocalBitcoins, pode ser que para os investidores do Bitcoin, a lua nos aguarde!

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment