Deloitte publica relatório sobre utilização da Blockchain no comércio de varejo

A tecnologia de Blockchain se tornará uma importante ferramenta para o varejo e bens de consumo, sendo que seu "impacto potencial é enorme". Isto foi afirmado no relatório publicado pela empresa Deloitte.

Publicado em 29 de Maio de 2018 por

A tecnologia de Blockchain se tornará uma importante ferramenta para o varejo e bens de consumo, sendo que seu “impacto potencial é enorme”. Isto foi afirmado no relatório publicado pela empresa Deloitte.

De acordo com o relatório da New Tech On The Block, no qual os especialistas da empresa analisaram 50 casos potenciais de uso de registro distribuído, a Blockchain se tornará uma “tecnologia operacional padrão nos setores financeiro, industrial e de consumo”.

Os próximos cinco anos serão um “ponto de virada”, quando os comerciantes começarão a entender o potencial da Blockchain, acreditam os especialistas da Deloitte. O relatório também enfatiza que as empresas devem avaliar se seu investimento em Blockchain pode ser justificado por seus objetivos estratégicos, já que aqueles que não considerarem as novas oportunidades “correm o risco de ficar para trás”.

O relatório se concentra em justificar o valor agregado que os sistemas de Blockchain podem criar, do ponto de vista do consumidor, logística, pagamentos e contratos.

“O consumidor se tornará o beneficiário final. Se a Blockchain pode reduzir custos nas cadeias de suprimento, para o consumidor, isso significa preços mais baixos. Se a Blockchain garantir maior transparência nas cadeias de suprimento, para o consumidor, isso significa produtos mais seguros e de melhor qualidade”, explicam os especialistas.

O relatório cita dados da firma de pesquisas Gartner, que estima que o valor agregado da implementação da Blockchain na cadeia de suprimentos pode crescer para US$176 bilhões até 2025 e ultrapassar US$3,1 trilhões até 2030.

O relatório da Deloitte enfatiza que a tecnologia de registro distribuído pode eliminar quatro “pontos fracos” das cadeias de suprimentos no varejo e bens de consumo: rastreabilidade, conformidade, gerenciamento de comunicação com partes interessadas e flexibilidade.

Vale ressaltar que anteriormente, o chefe do departamento de desenvolvimento de Blockchain da Deloitte, Eric Piccini, deixou a empresa e se juntou à startup Citizens Reserve, que busca implementar a tecnologia de registro distribuído em cadeias fragmentadas de suprimento.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment