A equipe do projeto MoneroV informou em seu blog que o hardfork, anteriormente planejado para 14 de março, foi adiado por mais um mês. O snapshot da Blockchain será tirado no bloco de 1.564.965, que será extraído por volta de 30 de abril.

A equipe do projeto MoneroV informou em seu blog que o hardfork, anteriormente planejado para 14 de março, foi adiado por mais um mês.

O snapshot da Blockchain será tirado no bloco de 1.564.965, que será extraído por volta de 30 de abril.

De acordo com os desenvolvedores, para a distribuição bem sucedida de novas moedas entre os detentores de Monero, é preciso tempo e preparação da infraestrutura correspondente. Em particular, antes que as corretoras produzam AirDrop entre os usuários, é necessário antes adicionar a moeda MoneroV (XMV) à listagem.

Além disso, de acordo com representantes do projeto MoneroV, também é necessário preparar de forma adequada as pools de mineração para o hardfork. As atualizações de software da criptomoeda Monero (XMR), agendadas para março, também complicam a situuação com o hardfork.

Em geral, os desenvolvedores estão convencidos de que o adiamento do hardfork para uma data posterior permitirá que a comunidade criptomonetária se prepare melhor para este evento.

Vale ressaltar que o hardfork MoneroV fornece uma solução para o problema do escalamento da Blockchain original, a implementação de endereços stealth baseados no protocolo Diffie-Hellman e outras melhorias.