Os deputados estaduais da Duma estão prontos para acelerar a adoção de leis sobre ativos financeiros digitais e crowdfunding. No total, o mercado criptomonetário será regulado por mais de 50 documentos legais.

Na questão da regulação dos criptoativos, os estados da União Econômica Eurasiática (UEE) não devem ser confinados apenas no âmbito do modelo nacional. Isto foi afirmado pelo primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, como informa RIA Novosti.

O primeiro ministro convidou os países da união – Bielorrússia, Cazaquistão, Armênia, Quirguistão e Rússia – a reunir suas abordagens e criar convenções internacionais em relação às criptomoedas.

“O que eu quero dizer sobre criptoativos? Em qualquer caso, não devemos nos isolar no âmbito de um modelo nacional. Meus colegas aqui disseram que seria possível pagar com criptomoedas. Vamos dar uma olhada nisso, porque nossas economias estão muito relacionadas. Será impossível implementar esses princípios dentro de um país, precisamos aproximar nossas abordagens do nível da União inteira”, afirmou Medvedev.

Ele também propôs o uso de tecnologia de Blockchain para criar o assim chamado espaço único de confiança eletrônica, que deve simplificar a troca de dados entre os países.

“Trata-se de um único espaço de confiança eletrônica. Inclui serviços de identificação, autorização e arquivos digitais. Eventualmente, poderemos emitir certificados aos cidadãos de um país no território de outro em formato digital. É nessa direção que é possível usar a tecnologia de Blockchain, porque na verdade, ela é uma tecnologia de confiança mútua”, afirmou.

Ressaltamos que recentemente, Dmitry Medvedev enfatizou que, no futuro, as criptomoedas podem desaparecer, mas a tecnologia de Blockchain permanecerá no mercado.