"Devemos agora reconhecer inegavelmente que as criptomoedas na Rússia têm o direito de rotação, mas apenas em relação à transações "Peer-to-Peer", isto é, apenas em relação aos indivíduos e apenas através da conclusão dos assim chamados ‘contratos não identificados’, possivelmente misturados ou homogêneos"

Antes da adoção da lei sobre criptomoedas, a Rússia já permitia transações diretas de câmbio, compra e venda de criptomoedas entre indivíduos. Isto foi afirmado pela chefe do grupo interdepartamental da Duma sobre a avaliação de risco da rotação das criptomoedas, Elina Sidorenko, escreve o Сryptorussia.ru.

“Devemos agora reconhecer inegavelmente que as criptomoedas na Rússia têm o direito de rotação, mas apenas em relação à transações “Peer-to-Peer”, isto é, apenas em relação aos indivíduos e apenas através da conclusão dos assim chamados ‘contratos não identificados’, possivelmente misturados ou homogêneos”, disse Sidorenko.  

Elina também acrescentou que as negociações estão em andamento com o Serviço de Impostos Federais sobre a tributação de tais transações.

“Eles reconhecem que na visão atual, é muito dificil criar um sistema de tributaçaão consistente para as criptomoedas e tokens”, acrescentou Elina Sidorenko.

Lembramos que anteriormente, o ombudsman de negócios russo, Boris Titov, propôs a introdução de um imposto sobre a mineração de criptomoedas por pessoas físicas dependendo do “nível de capacidade de hardware”.