Empresário checo cultiva tomates no calor de fazendas de mineração

O co-fundador da corretora checa de criptomoedas, NakamotoX, Kamil Brejcha, utiliza o calor de uma fazenda de mineração para o cultivo de vegetais.

Publicado em 14 de Março de 2018 por

O co-fundador da corretora checa de criptomoedas, NakamotoX, Kamil Brejcha, utiliza o calor de uma fazenda de mineração para o cultivo de vegetais. Isso foi relatado pelo Bitcoin.com.

O empresário tem planos de se envolver em uma startup de Blockchain para cultivo de vegetais. Para aquecer a futura colheita, será usado o calor emitido pelas mineradoras de criptomoedas.

Para acumular calor, a equipe do projeto criou os chamados “tomadores de moeda” e os colocou no porão.

Os proprietários de fazendas já receberam a primeira colheita de tomates de uma estufa de cinco hectares. A estreia na esfera dos vegetais foi batizada de “criptotomatos” e planeja-se vender toda a produção atual, no entanto, detalhes sobre a nova marca de Kamil Brejcha ainda são mantidos em segredo.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment