Escola em Nova Iorque passa a aceitar Bitcoins

Algumas escolas da cidade de Nova Iorque resolveram entrar na nova onda e aceitar Bitcoins como pagamentos por seus serviços.

Publicado em 26 de junho de 2017 por

Algumas escolas da cidade de Nova Iorque resolveram entrar na nova onda e aceitar Bitcoins como pagamentos por seus serviços.

Maria Montessori foi uma pedagoga que, através de pesquisas cientificas e de campo, criou um sistema inovador de ensino que é caracterizado por uma ênfase na autonomia, liberdade com limites e respeito pelo desenvolvimento natural das habilidades físicas, sociais e psicológicas da criança.

Publicidade

Publicidade

E parece que a Montessori Schools da Cidade de Nova Iorque continuam com esta tradição, adotando uma nova abordagem para a taxa de matrícula dos alunos: os pagamentos em Bitcoins.

O cofundador e presidente da Montessori Schools, Marco Ciocca disse à Town & Country que eles tomaram essa decisão depois que um par de pais baseados no Vale do Silício perguntaram se poderiam efetuar o pagamento dos US$ 30.950 referentes à mensalidade na criptomoeda. Depois de analisar o assunto, a escola decidiu fazer uma parceria com a Coinbase e assim se tornar a primeira escola de pré-escola a aceitar Bitcoins.

A escola relata que alguns pais ficaram preocupados devido à associação do nome do Bitcoin com a rede de crimes da Dark Web e outras atividades ilegais. Porem, Ciocca decidiu tratar essas conversas como uma forma de educar essas pessoas sobre o Bitcoin, apontando que muitas empresas Fortune 500 já aceitam a criptomoeda.

Publicidade

Publicidade

A escola afirma que um bom numero de pais tem optado por essa forma de pagamento, “muitos desses pais compraram os Bitcoins a meses atrás, o que na pratica dá um desconto no valor da mensalidade para eles”, afirmou Ciocca.

Para ganhar espaço

Para que o Bitcoin se livre de sua má reputação e passe a ser visto pela ampla comunidade como uma moeda é preciso que mais empresas e negócios o aceitem como forma de pagamento.

As coisas estão melhorando nesse sentido, uma vez que países historicamente morais já estão aceitando a criptomoeda como o que ela é, uma moeda fácil de usar de difícil de ser falsificada. Mas esse avanço ainda não chegou ao ocidente, lugar onde as pessoas são mais desconfiadas e, porque não dizer, acreditam ter uma moral superior ao resto do mundo.

O que precisa acontecer para que o Bitcoin tenha sucesso como moeda é exatamente o que aconteceu na Montessori Schools. Muitos clientes perguntarem educadamente se o estabelecimento aceita Bitcoin ou não. Com isso, a administração verá no Bitcoin uma forma de lucrar ao atrair mais clientes.

Se os consumidores solicitarem consistentemente às empresas locais “Você consideraria aceitar Bitcoin?” E depois recompensá-los quando o fizerem, não demorará até que a criptomoeda complete sua jornada e esteja presente em todos os lugares.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment