Ethereum e hard fork, acho que já vi esse filme

A ideia do fork é por fim de uma vez por todas nesses ataques todos.

Publicado em 15 de outubro de 2016 por

Os usuários de ethereum estão um tanto apreensivos, tudo por conta de um novo hard fork, que ocorreu às 21:15 do dia 14/10/2016. Vale lembrar que o último hard fork não saiu como o esperado, na ocasião a coisa meio que desandou e acabou por partir a blockchain em duas dando origem ao Ethereum clássico. Entenda melhor aqui.

Esse primeiro fork ocorreu devido a fraudes num aplicativo da rede Ethereum conhecido como The DAO, porem o sistema foi hackeado e algo em torno de 11 milhões de dólares, em Ethereum, foram levados. A rede então optou por um hard fork para bloquear as moedas roubadas pelo hacker.  Na visão de muitos a fundação Ethereum nunca deveria ter feito isso ainda mais sem um consenso entre seus usuários.

images

A ideia do fork é por fim de uma vez por todas nesses ataques todos.

A blockchain do Ethereum é diferente da do bitcoin, essa não aceita nada além das transações em sua moeda, já a do ETH além de ser uma moeda minerada como o bitcoin, mas também aceita pequenas mudanças, chamadas de contratos inteligentes.  Para a formulação de tais contratos inteligentes podem ser encontradas linguagens de programação completas como Turing, e especialmente em Javascript.

A linha Geth tem sido alvo de constantes ataques, que não puderam ser finalizados, mesmo com várias atualizações do software.  Os atacantes sempre encontravam nova vulnerabilidade. Na paridade do cliente também foram constatadas fragilidades.

A transação usa um endereço de contrato inteligente, este é introduzido e armazenado na rede Ethereum, o poder de computação da rede vem de seus vários mineiros. O objetivo é uma moeda descentralizada é uma poderosa rede de supercomputadores distribuídos.

Aumentar os preços do gás

Os contratos da rede têm seus valores determinados pelo ehtereum, e é conhecida como Gás. Esses valores são variáveis conforma a complexidade do contrato, assim esses valores são pagos aos mineiros que matem a rede viva.

Basicamente o problema que a rede está enfrentando é que, pelo valor do Gás ser relativamente baixo, algumas pessoas mal intencionadas andam criando vários contratos que depois funcionam como porta de entrada para os hackers. É a primeira atualização do fork será para eliminar o problema do Gás. A segunda que virá logo após atualizará a rede para livra-la dos spams. Novas versões dos clientes afetados já estão presentes, e quando atingirem o bloco 2.457.000 a primeira bifurcação entrará em vigor. Entenda melhor os ataques que vem deixando a equipe da rede ethereum maluca, aqui.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Leave a Comment