Ethereum: será que ele é tudo isso que dizem?

Um dos fundadores, líder e desenvolvedor do Ethereum, Vlad Zamfir fez uma declaração provocativa em seu Twitter no dia quatro de março.

Publicado em 8 de março de 2017 por

Um dos fundadores, líder e desenvolvedor do Ethereum, Vlad Zamfir fez uma declaração provocativa em seu Twitter no dia quatro de março.

“O Ethereum não é confiável e não é escalável, trata-se de uma tecnologia crua e experimental, não conte com a criação de aplicações importantes, se puder evitá-la!” – Ele escreveu.

Publicidade

Publicidade

Em 6 de março, o desenvolvedor escreveu um post explicando sua recente declaração. De acordo com Zamfir, nos últimos dias ele está em uma situação estressante devido a constantes viagens e conferências, bem como suas atividades relacionadas com a promoção da criptografia para as massas.

Ele acrescentou que todos os dias ele é incomodado pelo fato de que mais e mais empresas e desenvolvedores contam com Ethereum como uma tecnologia confiável.

“A Blockchain não é um brinquedo. Isso não é uma maneira rápida de ficar rico. Não é uma coisa reluzente para automatizar o seu negócio. A blockchain é uma tecnologia poderosa que tem o potencial de trazer danos incalculáveis, mas esta tecnologia também pode ajudar a resolver problemas globais”, disse Zamfir.

Publicidade

Publicidade

O desenvolvedor explicou que escreveu esse tweet porque não sabe quanto tempo será capaz de manter o ritmo alucinante em que se aplica ao projeto, e mesmo tendo dito isto, ele reiterou suas palavras tentando remendar o estrume que tinha saído (afinal, emprego não cai do céu, não é queridinha?!).

Zamfir também expressou suas duvidas sobre a segurança da rede em um ataque de 51%, ou que os contratos inteligentes seguirão o princípio de sua ação. No entanto, ele espera que a equipe de desenvolvimento continue a fazer progressos constantes na resolução dos problemas de segurança.

“Portanto, eu realmente não acho que no momento o Ethereum seja confiável e/ou escalável, mas tenho certeza de que vai melhorar, considerando que o resto das blockchains por ai são ainda piores”,

concluiu Zamfir. Resumindo a ópera, para ele, o ETH é ruim, mas tá bom por que tem coisa pior!

Opinião

É, parece que nem mesmo quem está lá dentro confia na rede, mas dai a querer dizer que as outras são ainda piores acho que é um tanto de arrogância. A Fundação Ethereum e seus colaboradores deveriam aprender urgentemente a respeitar os outros.

Todos os dias, como coloquei em outro post, eles fazem um novo “casamento” em busca de dinheiro que irá valorizar sua rede, mas essa valorização do ETH é real? Ela é uma valorização como a da rede Dash que viu seu cap aumentar por conta de usuários que consideram a moeda estável e de fácil uso?

Ela é uma rede funcional como a do Hyperledger que está facilitando a vida nos portos pelo mundo? Se você pensa em aplicar seu dinheiro em ETH, saiba mais sobre a tão badalada rede que tem, em minha opinião, o pior defeito de uma blockchain, ela é centralizada e pode sim ser modificada sempre que a fundação que a “governa” acreditar que isso é necessário.

Por esse e outros motivos, em minha opinião, a moeda que vem despontando para um lugar de criptomoeda/dinheiro depois do Bitcoin é o Dash, não importa se o mercado de capitalização do Ethereum é maior, ele é manipulado por pessoas com muito dinheiro e pouco interesse real nos usuários.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment