ETHLend faz parceria com Bloom para fornecer pontos de crédito à empréstimos descentralizados

ethlend bloom

Publicado em 7 de novembro de 2017 por

O empréstimo descentralizado aliado ao uso de pontos de créditos globais e descentralizado mudará a forma como financiamentos são feitos atualmente. No começo de maio de 2017, a ETHLend introduziu uma aplicação de empréstimo descentralizado à rede de Blockchain Ethereum. O valor do empréstimo descentralizado é que com um simples pedido de empréstimo, o mutuário pode receber financiamento competitivo (através de lances) de todas as partes do mundo. Portanto, ele não fica limitando a credores locais.

O empréstimo descentralizado, como tal, está disponível com o uso de garantias tais como tokens digitais compatíveis ao ERC-20 nos domínios do Ethereum Name Service (ENS). Ao usar esses ativos mencionados acima, o mutuário pode procurar financiamento. O empréstimo seguro não requer esforços quando você possui um portfólio de tokens digitais ou um domínio ENS, onde você pode deixar seus ativos ao trabalho, desbloqueando mais fundos.

Contudo, o que acontece se você não possui tais acessos e ainda precisa de financiamento? Entre no Bloom. O Bloom é um protocolo para transmitir o rating de crédito do mutuário à Blockchain. Com o uso do Bloom, um mutuário no ETHLend é capaz de usar pontos de créditos que a pessoa ganhou baseado em suas atividades onchain e offchain relacionadas. O Bloom traz um alto nível de confiança ao mercado descentralizado de empréstimos, já que a pontuação de crédito pseudoanônima – que é baseada na história de empréstimo anterior no ETHLend – é substituída pelo uso de identidades federadas e pontos de crédito globais.

Configurações padrão para pontos de crédito

Para mutuários, a parceria com o Bloom é mais do que boa. O Bloom está trazendo identidade federadas, um histórico de registro de pagamento descentralizado e pontos de créditos à Blockchain. Por exemplo, as configurações padrão de empréstimo da ETHLend agora serão capturadas na rede Bloom. Isso funcionalmente proveria um cenário de vida real de apoio ao acordo de empréstimo e manutenção do cronograma de reembolso. As configurações padrão fornecerão um incentivo aos mutuários para reembolsar empréstimos e, dessa forma, criar mais confiança baseada no mercado para a reputação da ETHLend.

Reduzindo os custos de financiamento?

Menores taxas de inadimplência trazem mais certeza ao mercado descentralizado de empréstimos. Quando mutuários possuem melhores ferramentas para acessar o crédito de risco, pedidos de empréstimos com fundações descabidas podem ser evitados. Quando há menos empréstimos não saudáveis no mercado as taxas de inadimplência se tornam menores. Já que os custos do financiamento estão sujeitos ao risco que os mutuários correm, menos risco significa menores custos de financiamento.

Além disso, para empréstimos seguros, onde o empréstimo está garantido, o uso de tokens digitais (ERC-20) ou domínio ENS, usando o Bloom, pode resultar em menores requerimentos de garantia. Mutuários podem até mesmo se interessar em financiar empréstimos onde a garantia é de menos de 100% da quantia emprestada. A combinação da garantia e do Bloom seria uma vantagem para garantir o reembolso de empréstimos na ETHLend.

O que acontecerá agora?

A ETHLend intenciona usar o protocolo Bloom em aplicações de empréstimos descentralizados. O objetivo é fornecer a experiência do usuário Bloom no aplicativo descentralizado ETHLend em um ano. A parceria é, de fato, boa notícia para todo o mercado descentralizado de empréstimos e trará mais oportunidades aos empréstimos.

Mais detalhes sobre o Bloom: https://hellobloom.io
Mais detalhes sobre a ETHLend: https://ethlend.io

Thiago
Thiago é co-fundador e o suporte técnico, famoso faz-tudo, por trás do BTCSoul. Para ele o interesse nas criptomoedas, Blockchain e Bitcoin se encontra também em seu código.

Leave a Comment