Ex-gerente do Credit Suisse planeja realizar ICO para bens de luxo

O ex-gerente de um dos maiores bancos suíços, o Credit Suisse, está se preparando para arrecadar fundos através de uma ICO para lançar um mercado de Blockchain para o uso conjunto de bens de luxo, incluindo carros e joias.

Publicado em 2 de novembro de 2017 por

O ex-gerente de um dos maiores bancos suíços, o Credit Suisse, está se preparando para arrecadar fundos através de uma ICO para lançar um mercado de Blockchain para o uso conjunto de bens de luxo, incluindo carros e joias.

Segundo o Linkedin, Marco Abela trabalhou no setor bancário por mais de 11 anos e recentemente foi chefe do departamento de TI do Credit Suisse. Ele também trabalhou nas divisões corporativa e de investimento do Deutsche Bank. Agora ele deixou o mundo das finanças tradicionais e encabeça a startup de Blockchain Tend.

Publicidade

Publicidade

“Hoje em dia, cada vez mais pessoas chegam à conclusão de que a experiência de usar coisas exclusivas é importante e não apenas uma posse. Simultaneamente, os investimentos tradicionais perdem sua relevância para a geração moderna. A combinação desses fatores faz novos tipos de ativos mais atraentes e, consequentemente, mais valiosos “, disse Marco Abele.

De acordo com a publicação, a plataforma oferece ao usuário que não compre o item de luxo em si, mas apenas o direito de usá-lo por um certo tempo. De acordo com suas características, os tokens serão semelhantes aos títulos que atendam ao direito suíço.

O site do projeto diz que a Tend “irá cuidar das obrigações e despesas dos proprietários das instalações, incluindo seguros e logística”. Também de acordo com os representantes da startup, no momento a plataforma está sendo testada em alfa, e a venda de tokens está programada para ser lançada nos próximos meses.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment