Falcon Private Bank passa a negociar Bitcoins em sua plataforma

O banco Falcon Private Bank lançou hoje seu primeiro produto de gerenciamento criptográfico.

Publicado em 12 de julho de 2017 por

Que o Bitcoin vem enfrentando sérios problemas com sua rede e o tamanho de seu bloco não existe duvida. As noticias pulam aqui e ali, deixando os investidores que possuem o coração mais fraco em frangalhos. Mas, parece que para alguns setores bancários, a coisa não está bem como as pessoas acreditam. O banco Falcon Private Bank lançou hoje seu primeiro produto de gerenciamento criptográfico.

O banco Falcon Private Bank está escrevendo historia ao ser o primeiro banco privado a trabalhar diretamente com criptomoedas. A partir de hoje, os clientes do banco poderão comprar, vender, guardar e liquidar Bitcoins através da plataforma do banco eletrônico ou com o auxílio do gerente de conta.

Eles também poderão monitorar seus portfolios online ou como parte de seu extrato bancário. Além disso, um caixa eletrônico Bitcoin estará disponível para clientes diretamente no lobby da filial de Zurique.

A Bitcoin Suisse AG fornece a infraestrutura subjacente e o suporte para essa oferta de novos produtos e atua como corretora regulada pela AML do FINMA.

A Bitcoin Suisse AG é uma corretora, gerente de ativos e prestadora de serviços financeiros especializada em ativos criptográficos com sede na Suíça. O Falcon Private Bank e a Bitcoin Suisse AG, apoiados por seus diversos parceiros, se comprometeram entre si desde janeiro de 2017 na criação desta nova oferta de produtos.

Após uma revisão final pelos auditores, o produto recebeu a aprovação da FINMA, a Autoridade Reguladora dos Mercados Financeiros Suíços.

Publicidade

Comentando o anúncio, o CEO da Bitcoin Suisse AG, Niklas Nikolajsen, disse: “A Bitcoin Suisse orgulha-se de apoiar o Falcon Private Bank nesta oferta histórica de produtos. O Falcon Private Bank é, a meu conhecimento, o primeiro banco privado em todo o mundo a oferecer ativos criptográficos diretamente aos seus clientes. Foi um prazer ajudar o Falcon a realizar esta oferta de produtos, o que é nada menos que um marco histórico para o Bitcoin e para todo o espaço criptográfico. Um banco que oferece criptomoedas é um participante intenso, um novo jogador que entra no mercado com cartas muito boas, pois dá aos clientes institucionais e pessoas de alto patrimônio líquido uma contraparte em relação aos ativos criptográficos sobre os quais eles podem confiar: um banco suíço regulado”.

“Por causa de sua oferta limitada e conjunto único de propriedades, em poucos anos, o Bitcoin tornou-se rapidamente um investimento de valor sem igual. Com o crescimento recente da capitalização de mercado e da liquidez, o Bitcoin e as outras principais criptomoedas oferecem uma maneira de diversificar investimentos. Embora a volatilidade dos ativos criptográficos tenha sido historicamente muito alta, a tendência dos últimos anos vem sendo muito positiva à medida que a adoção cresce, o que é o caso do Falcon Private Bank oferecendo agora definitivamente uma ponte entre as cripto e finanças tradicionais. No ano passado, as pessoas e as instituições de alto patrimônio líquido exigiram cada vez mais o acesso à investimentos diretamente no Bitcoin através de uma instituição financeira confiável e regulamentada, e estamos entusiasmados em fazer parte dessa demanda por meio de nossa colaboração com o Falcon Private Bank “.

Sobre o Falcon Private Bank

O Falcon Private Bank é uma instituição bancária suíça com 14,6 bilhões de CHF (Francos suíços) de ativos de clientes segundo seu relatório do final de 2016, com sede em Zurique e filiais em Abu Dhabi, Dubai, Londres e Luxemburgo.

Sobre a Bitcoin Suisse AG

Fundada em agosto de 2013, a Bitcoin Suisse AG fornece uma gama de serviços e produtos financeiros para indivíduos, empresas e instituições no novo espaço de mercado criptográfico e descentralizado, incluindo corretagem, negociação, gerenciamento de ativos, serviços de ICO, integrações de software e soluções de consultoria baseadas em criptografias e tecnologias de blockchain.

A Bitcoin Suisse AG é, entre outras coisas, conhecida pelo fornecimento da infraestrutura de solução de criptografia para a cidade de Zug, que em 1º de julho de 2016 tornou-se a primeira entidade pública em todo o mundo a aceitar o Bitcoin e outros criptográficos como pagamento de serviços públicos. Além disso, a Bitcoin Suisse é a empresa suíça mais antiga no mercado que possui regulamentação AML desde 2014.

Por essa nova iniciativa podemos perceber que mesmo durante essa tempestade o Bitcoin mostra que existe uma saída para seus investidores, tudo de que eles precisam agora é de paciência.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

comentário sobre

  1. A. Almeida

    Bitcoin é o futuro, eu já invisto a 3 meses e estou muito satisfatório.
    Excelente mateiro

Leave a Comment