FBI prende Medvedev com 100 mil Bitcoins em sua conta

Em Banguecoque, a pedido do Bureau Federal Investigation, o cidadão russo de 31 anos, Sergei Medvedev, foi preso suspeito de trabalhar no site de Darknet, Infraud. Os assentamentos no site foram feitos em criptomoedas.

Publicado em 10 de Fevereiro de 2018 por

Em Banguecoque, a pedido do Bureau Federal Investigation, o cidadão russo de 31 anos, Sergei Medvedev, foi preso suspeito de trabalhar no site de Darknet, Infraud. Os assentamentos no site foram feitos em criptomoedas, relata o jornal local Bangkok Post.

Infraud comercializou cartões de crédito forjados, informações financeiras ilegais, drogas, armas e raras espécies de animais selvagens. Durante uma pesquisa, os oficiais do FBI encontraram 100 mil Bitcoins nas contas de Medvedev.

Como observa o jornal, o mercado sombrio foi fundado em 2010 pelo cidadão ucraniano Svyatoslav Bondarenko. No entanto, um grande grupo internacional de hackers estava envolvido em suas atividades. Durante sete anos, o site infligiu danos de US $ 530 milhões nos EUA.

O servidor Infraud foi fechado pelas autoridades dos EUA na terça-feira, 6 de fevereiro. Anteriormente, 32 membros do grupo foram presos. Outras 18 pessoas, incluindo o fundador do site, Svyatoslav Bondarenko, são procuradas em 15 países.

Vale ressaltar que no final de setembro, autoridades americanas detiveram o cidadão francês, Gal Vallerius, de 38 anos, suspeito de distribuir drogas através do mercado de Darknet, Dream Market através do pseudônimo OxyMonster.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment