ethereum preço eth dolar real bitcoin usd btc brl

Depois de mais de um mês amargando um terceiro lugar no ranking de capitalização, ficando atrás de Bitcoin e Ripple, o Ethereum com um crescimento expressivo de 10% nas últimas horas com um volume de US$ 2,7 bilhões, um dos níveis mais altos do mercado que levou a criptomoeda das ICOs a tomar novamente a segunda posição das criptos em quesito de capitalização de mercado.

Uma das razões apontadas para esse aumento expressivo é o hardfork Constantinopla que aparentemente será finalmente implantado – a implementação da atualização ocorrerá no dia 16 de janeiro segundo cronograma da equipe de desenvolvimento.

A atualização promete melhorar a agilidade da rede bem como diminuir os gastos com gás – espécie de combustível que se usa para pagar por transações na rede ETH. O update também diminuirá a recompensa dos mineiros de ETH em cerca de 33% o que em geral significa uma menor emissão de moedas por período de mineração.

Apesar das recentes críticas do criador do ETH, Vitalik Buterim ao PoW (prova de trabalho), esse ainda continuará sendo o sistema de validação da rede por mais algum tempo.

A demanda por outro lado será afetada pela nova atualização. Atualmente cerca de 3 milhões de dólares devem ser injetados no ecossistema da criptomoeda para que ela mantenha seus índices de preços – supondo-se que todos os 20 mil ETH minerados ao dia sejam vendidos instantaneamente, com a queda no premio dos mineradores estima-se que esse valor cairá para 2 milhões o que em tese equilibrará a demanda e oferta da moeda em questão.

O mês de março pode trazer ainda mais novidades para a rede ETH, o lançamento da cadeia BEACON.

O lançamento da cadeia Bracon, previsto para março desse ano também pode estar afetando de modo positivo o preço da criptomoeda.

BEACON ou Ethereum 2.0

Atualmente, a Ethereum vem operando com protocolo de mineração de Prova de Trabalho (PoW) em sua rede principal. No entanto, o Ethereum 2.0 será suportado principalmente por uma estrutura de Prova de Estaca (PoS), com uma Cadeia de Sinalização que será central para tudo o que ocorrer na rede. A Beacon Chain, que está programada para ser o primeiro componente da estrutura Ethereum 2.0 a ser implementada funcionará efetivamente como base para o novo sistema e consertará quaisquer pontas soltas proporcionando a tão sonhada escalabilidade.

Os desenvolvedores da rede Ethereum esperam resolver o problema do uso excessivo de energia causado pelo sistema de mineração PoW e o congestionamento da rede que estrangula as dApps com altas taxas de gás. As cadeias de fragmentos inicialmente atingirão escala no Ethereum 2.0, agregando transações e obtendo consenso sobre suas ordenações, deixando o hashing real para a cadeia principal. A camada final do sistema Ethereum 2.0 é a camada VM, que fornecerá uma estrutura para a execução de contratos e transações inteligentes na forma da mainnet atual Ethereum.

A importância da Cadeia Beacon pode ser explicada de forma simples descrevendo-a como um coração pulsante que fornecerá sustento a todo o sistema. Sua principal função é supervisionar e gerenciar a execução do protocolo PoS para si e para a infinidade de cadeias de fragmentos que garantirão a escalabilidade do Ethereum 2.0.

Suas funções incluem nomear proponentes de bloco, aprovar e gerenciar validadores, supervisionar comitês de validação que regularmente votam nos blocos propostos, aplicar regras de rede usando penalidades e recompensas e fornecer um ponto de apoio central para que os fragmentos se reportem regularmente facilitando assim o compartilhamento rápido e a execução da transação.

Atualmente, a estrutura de desenvolvimento por trás da Beacon atinge cerca de 60% de conclusão, levando-se em conta que fazer cronogramas de desenvolvimento dentro da criptosfera é um empreendimento notoriamente difícil não podemos garantir com exatidão a data de sua implantação. No entanto, o que se tem ouvido aqui e ali é que o desenvolvimento da cadeia Beacon deveria ser concluído ate o fim do ano, e um testnet de cadeia Beacon com múltiplos clientes estará em funcionamento ainda no primeiro trimestre de 2019.