frança bitcoin btc paris artista

Um artista parisiense pintou um mural infundido de significados contemporâneos – e 0,26 Bitcoin (cerca de US$1 mil) escondido entre suas pinceladas. Pascal Boyart, o artista, alega ter pintado um “quebra-cabeças” no mural que, caso revelado, dará acesso aos Bitcoins armazenados no endereço 1NqPwPp7hEXZ3Atj77Ue11xAEMmXqAXwrQ. (Ninguém havia ainda resolvido o enigma no momento da redação deste artigo).

Uma imagem de alta resolução do mural foi disponibilizada online. Boyart afirma que, ainda que algumas informações possam ser extraídas observando a foto online, “para resolver completamente o quebra-cabeças, é preciso estar fisicamente à frente do mural”.

O claramente visível endereço de doação de Bitcoin e código QR associa a proeminente criptomoeda com a profusão de iconografia brandida no mural. A imagem em si é uma reinterpretação moderna da famosa pintura de Eugène Delacroix, A Liberdade Liderando o Povo (La Liberté Guidant Le Peuple In French), pintada em 1830 durante a Revolução Francesa que derrubou a monarquia no país.

btc bitcoin paris artista

Coletes amarelos – uma revolução potencializada pelo Bitcoin?

A pintura de Boyart troca revolucionários armados do século 19 pelos chamados Coletes Amarelos (francês: Gilets Jaunes), manifestantes participantes de um movimento de protesto que foi inicialmente deflagrado dois meses depois que o governo francês anunciou o fim de alguns subsídios aos preços dos combustíveis. Os aumentos de preços, aparentemente, atingiram os nervos de muitos franceses, uma vez que os protestos em curso parecem centrar-se em torno de questões de desigualdade e justiça econômica.

Os manifestantes têm se envolvido em batalhas de rua com a tropa de choque em Paris e outras partes da França. A onda de protestos se espalhou até mesmo internacionalmente, com um protesto similar atingindo Londres, por exemplo, bem como outros exemplos fora da França nas últimas semanas.

Alguns já associaram o caráter dos protestos às origens aparentemente dissidentes do Bitcoin – com seu bloco de gênese referindo-se a resgates nacionais de bancos durante a crise financeira de 2007-8.