O fundador da BlockNotary, Igor Barinov, está lançando um curso introdutório sobre a criação de aplicações descentralizadas na plataforma Ethereum na Universidade de Innopolis, Rússia.

O fundador da BlockNotary, Igor Barinov, está lançando um curso introdutório sobre a criação de aplicações descentralizadas na plataforma Ethereum na Universidade de Innopolis, Rússia.

De acordo com o site da Universidade, durante o curso, os alunos poderão se familiarizar com os princípios básicos e as técnicas que podem ser utilizadas no desenvolvimento de aplicações descentralizadas. Como Barinov disse, além dele, os autores do curso são Viktor Baranov e Alexander Gryaznov.

“O curso sobre a criação de aplicações descentralizadas na plataforma Ethereum proporcionará aos alunos uma compreensão sistemática do trabalho da plataforma e a experiência de criação de aplicações que estão em demanda no mercado. Em aulas práticas, os alunos criarão contratos inteligentes para tokenização, registros distribuídos e crowdsale. O programa inclui 10 palestras e 22 seminários. A equipe de planejamento do curso ainda inclui em seu programa a realização de palestras com convidados especialistas do mercado. Este curso universitário é o primeiro curso na prática mundial para aplicações descentralizadas na plataforma Ethereum”, disse Igor Barinov em um comentário para outra publicação digital.

Os alunos também precisam se familiarizar com os fundamentos da plataforma Ethereum:
  • Clients (Parity, go-ethereum);
  • Linguagens de contrato inteligentes (Solidity, Serpent, LLL, Viper);
  • Máquinas virtuais Ethereum e códigos de operação de construção;
  • Frameworks populares (Truffle, Embark , DappHub);
  • Interface Javascript (Web3);
  • Ferramentas (Remix, TestRPC).

Serão abordados os problemas de segurança e otimização, bem como vários aplicativos descentralizados criados, incluindo um aplicativo para tokens padrão ERC20, que são frequentemente usados ​​para o crowdsale de projetos de criptomoedas.

O curso começará em setembro de 2017 e será realizado em inglês.

Anteriormente, Igor Barinov disse que em breve “seria uma boa ideia ter russos” na equipe que conduzem ICOs.

Investindo em profissionais da área não tem erro, o país estará preparando seus jovens e TIs para entrarem no novo mercado, não permitindo que os mesmos sejam marginalizados pela nova tecnologia.