GMO: será o fim da supremacia da Bitmain?

O GMO Internet Group investirá US$ 320 milhões em mineração e na criação de chips de nova geração.

Publicado em 8 de setembro de 2017 por

O GMO Internet Group investirá US$ 320 milhões em mineração e na criação de chips de nova geração.

A GMO Internet Corporation, com sede em Tóquio, anunciou seus planos e investir US$ 320 milhões no setor de mineração. Isto foi relatado pelo Quartz.

Publicidade

Publicidade

De acordo com representantes do gigante japonês da Internet, o Bitcoin pretende tornar-se uma “moeda universal” que fornece “liberdades econômicas ilimitadas”.

A empresa planeja desenvolver seus próprios chips para mineração de Bitcoin, que terão “um nível de eficiência sem precedentes”. Segundo os representantes do GMO Internet Group, os chips na tecnologia de 7 nm são quatro vezes mais eficientes em termos de energia do que os chips de 16 nm atualmente distribuídos.

“Obviamente, será uma nova geração de mineradoras”, disse Diego Gutierrez, diretor executivo da RSK Labs.

Publicidade

Publicidade

Além disso, a empresa planeja colocar fazendas de mineração no norte da Europa, presumivelmente em uma região com eletricidade barata. Espera-se que, para a nova fazenda, sejam produzidos 50 mil chips da nova geração e que a capacidade total do equipamento de mineração será de algo em torno de 500 Ph/s.

Assim, a direção do GMO Internet Group será, em muitos aspectos, semelhante ao modelo de negócios da Bitmain. Como o gigante chinês, a GMO planeja gerenciar suas próprias capacidades de mineração, alugá-las e desenvolver e vender seus próprios tokens.

De acordo com o gerente superior da RSK Labs, a GMO se tornará um concorrente sério da chinesa Bitmain e essencialmente “abalará” o setor. Ao mesmo tempo, os investidores que apenas adquiriram equipamentos de mineração recentemente, correm o serio risco de nunca recuperem seus investimentos.

“Outros [fabricantes de chips para mineração] provavelmente criarão seus próprios chips de 7 nm em resposta, se é que eles já não começaram a fazer isso”, acrescentou Gutierrez.

Como um especialista informou recentemente, os chips de mineração não tem como ter um poder de calculo muito maior que os da S9. O mesmo especialista afirmava ainda que, devido a isso, a nova geração de chips deveria ser voltada à economia de eletricidade. Assim, parece que ele não estava muito errado em seus cálculos e a nova geração de chips já começa a nascer.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment