Governo americano confisca mais de 500 BTC pertencente a iranianos

No site nakamotofamilyfoundation.org um autor desconhecido publicou informações sobre a aparição de um futuro livro revelando a identidade de Satoshi Nakamoto e daqueles por trás da criação do Bitcoin.

Publicado em 23 de julho de 2018 por

O chefe da Associação Iraniana de Blockchain disse que no ano passado, o governo americano confiscou mais de 500 Bitcoins pertencentes aos cidadãos deste país, e que esse número continua a crescer. Isso foi relatado pelo portal Bitcoin.com.

Sepehr Mohammadi, presidente da Associação Iraniana de Blockchain, admite que não sabe o número exato de BTCs confiscados, mas que ele pode exceder 500 Bitcoins (mais de US$3,8 milhões). A situação é agravada pelo fato de que os iranianos não têm alavancas legais para o retorno de seus ativos digitais.

“No ano passado, por razões inexplicáveis, o governo dos EUA confiscou um grande número de Bitcoins e esse processo ainda está em andamento. Algumas pessoas acham que o confisco está relacionado à violação das sanções americanas por parte dos proprietários de Bitcoins”, afirmou Mohammadi.

Vale notar que em abril, o Banco Central Iraniano proibiu outros bancos e instituições financeiras do país de trabalhar com criptomoedas. A razão para esta decisão foi a possibilidade da utilização de criptomoedas para lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo.

“Os proprietários de Bitcoins confiscados não podem aplicar quaisquer medidas legais contra os EUA dentro do país, pois as criptomoedas são proibidas no Irã. A Associação está buscando uma possibilidade de usar normas legais internacionais, mas até o momento, não foi encontrado um especialista que abordasse o assunto”, enfatizou Mohammadi.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment