Governo búlgaro prende US$4 bilhões em Bitcoins

Autoridades responsáveis pela aplicação da lei da cidade búlgara de Sófia realizaram pesquisas no escritório do projeto OneCoin e em 14 outras empresas relacionadas acusadas de criar uma "pirâmide criptomonetária centralizada".

Publicado em 8 de dezembro de 2017 por

A supressão das atividades de um grupo criminoso pelos órgãos reguladorers da Bulgária em maio deste ano levou à apreensão de mais de 200 mil Bitcoins – equivalente a mais de US$4 bilhões pelos preços atuais.

De acordo com um comunicado datado de 19 de maio do Centro de Aplicação da Lei no Sudeste da Europa (SELEC) (organização regional composta por 12 Estados participantes), 213.519 Bitcoins foram apreendidos. Durante a operação, 23 cidadãos búlgaros foram presos; autoridades afirmaram que as prisões e apreensões de bens foram precedidas por uma investigação de alegadas atividades fraudulentas envolvendo violações da legislação aduaneira.

Publicidade

Publicidade

No momento da publicação, o valor apreendido era de cerca de US$3,9 bilhões, sendo que o preço do Bitcoin era de aproximadamente US$18.247 (de acordo com a CoinMarketCap).

Na época, as autoridades comentaram a situação da seguinte forma:

“Os infratores optaram por investir em Bitcoin como forma de armazenar dinheiro pois eles são difíceis de rastrear.”

Publicidade

Publicidade

As autoridades também alegaram que as pessoas envolvidas desenvolveram um vírus usado para invadir computadores na alfândega búlgara, o que permitiu que os criminosos importassem mercadorias ao país sem pagar impostos. Para infectar os computadores do governo com o vírus, os infratores usaram um esquema envolvendo propina.

Em geral, os supostos criminosos conseguiram evitar o pagamento de 10 milhões de lev (a moeda nacional da Bulgária) para a alfândega – aproximadamente US$6 milhões.

Até agora, não está claro o que o governo búlgaro pretende fazer com os Bitcoins apreendidos.

De acordo com uma publicação do Bivol.bg datada 28 de novembro, o governo se recusou a divulgar os detalhes da história, citando investigação em andamento.

A edição de 19 de maio inclui um registro de que o Bitcoin valia US$2.354 na época. Assim, o montante total da propriedade apreendida era de cerca de US$500 milhões – menos de 1/6 do valor atual.

Chrys

Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment