Governo da Nigéria estuda a ameaça do Bitcoin

O Bitcoin tem tido uma adoção crescente na Nigéria, especialmente desde que a economia entrou em recessão no início deste ano, seguindo a baixa global dos preços do petróleo.

Publicado em 20 de dezembro de 2016 por

O Bitcoin tem tido uma adoção crescente na Nigéria, especialmente desde que a economia entrou em recessão no início deste ano, seguindo a baixa global dos preços do petróleo. A contração da economia em 2,06%, entre abril e junho de 2016, aumentou as preocupações com o sistema bancário da Nigéria com a moeda do país, muito desvalorizada, fazendo com que os preços do Bitcoin atingissem o equivalente a US$ 1.228,09 em moeda nigeriana.

Nesse contexto, o Nigéria Today relata que Umaru Ibrahim, diretor-gerente e CEO da Nigéria Deposit Insurance Corporation (NDIC) declarou em um workshop organizado pela NDIC que:

Publicidade

Publicidade

“Outro fenômeno emergente no panorama bancário e financeiro é o surgimento do que é conhecido como Bitcoin. Eu entendo que muitas pessoas começaram a patrocinar Bitcoin.”

O NDIC, em colaboração com o Banco Central da Nigéria, aumentou a supervisão do sistema bancário para tentar manter a estabilidade financeira. O Bitcoin, portanto fora do controle de qualquer partido central, pode, em escala, desestabilizar o sistema financeiro mais amplo, desvalorizando a moeda da nação, em relação ao valor do Bitcoin, o que pode causar inflação. Quanto a isso Ibrahim afirma:

“Para nossa parte, constituímos um comitê junto com o Banco Central para ter um estudo aprofundado deste fenômeno, analisando as vantagens e desvantagens [do Bitcoin], e o que ele significa para o sistema de pagamento, a segurança do cliente, [os esquemas de] lavagem de dinheiro, ponto de correção, guia ou medida quantum de dinheiro ou instrumento próximo dinheiro, e a economia.”

Publicidade

Publicidade

Para um país como a Nigéria, que apesar de ser a 21ª maior economia do mundo, carece de muita infraestrutura bancária como a conhecemos no ocidente e continua a sofrer de uma alta taxa de inflação anual em 8,3%, as moedas digitais como o Bitcoin proporcionam à nação um caminho para saltar do desenvolvimento para amplamente desenvolvido no que diz respeito aos sistemas de pagamento. Isso porque a natureza global do Bitcoin, sua fácil troca de moedas nacionais, bem como o uso de serviços que fornecem a conversão de Bitcoin para moedas, como a BitPay ou a BitWage, fornecem um mecanismo pelo qual qualquer pessoa pode ser paga em qualquer lugar, sem precisar de uma conta bancária.

Embora ainda seja um estágio inicial para o Bitcoin, a moeda pode agora estar atingindo um ponto de inflexão à medida que passa da fase de adoção inicial para uma marca globalmente reconhecida, esculpindo nichos em todo o mundo, principalmente como uma proteção contra a contínua má administração monetária, tão recorrente no mundo. Também como um sistema de pagamento para evitar a conversão desnecessária em moeda local com seus custos próprios e atrasos de tempo.

Países como a Nigéria, a Venezuela, a China e a Índia estão na vanguarda dessa mudança global, já que as moedas nacionais são agora controladas por algo que, ao contrário do ouro, você pode facilmente movimentar, contando com todas as funções das moedas fiduciárias e muito mais no topo com contratos inteligentes que transformam o dinheiro em código puro, facilmente programável.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment