Citando os tempos de confirmação lentos, a NZBCX Ltd uma exchange de Bitcoin na Nova Zelândia aumenta as taxas que são pagas aos mineiros.

A Callaghan Innovation, uma agência estatal da Nova Zelândia, responsável por trabalhar com inovações, investiu US$315 mil na plataforma Vimba. Isso foi relatado pelo Scoop.

A Vimba, anteriormente conhecida como MyCryptoSaver e MyBitcoinSaver, oferece serviços para compra e venda de criptomoedas, bem como um serviço para acumulação de fundos. Uma das funções da plataforma permite que os usuários invistam semanalmente pequenas quantidades em Bitcoin e Ethereum.

“O investimento da Callaghan Innovation é muito importante e demonstra fé no futuro deste tipo de ativo. Gastaremos os fundos recebidos em novas funcionalidades para melhorar nossa plataforma. Vamos desenvolver uma carteira com assinatura múltipla e expandir o leque das moedas digitais que usamos”, disse Sam Blackmore, chefe da Vimba.

Apesar da significativa queda do mercado neste ano, Blackmore está otimista sobre as futuras perspectivas para as criptomoedas:

“Acreditamos que o Bitcoin alcançará uma capitalização igual à de reservas de ouro, porque que é a versão mais eficiente, acessível e segura dessas reservas. Para isso, o Bitcoin deve custar cerca de US$600 mil, ou seja, mais de 60 vezes seu preço atual”.

Nas próximas semanas, a empresa da Nova Zelândia pretende lançar sua plataforma no Reino Unido.