Governo da Palestina pensa em lançar moeda digital própria

O chefe da Autoridade Monetária da Palestina, o Banco Central emergente da Palestina, revelou que tem planos de lançar uma moeda digital própria.

Publicado em 16 de maio de 2017 por

O chefe da Autoridade Monetária da Palestina, o Banco Central emergente da Palestina, revelou que tem planos de lançar uma moeda digital própria.

De acordo com um relatório da Reuters, o chefe da Autoridade Monetária da Palestina (AIM), Azzam Shawwa, apontou para o Bitcoin como uma solução para os territórios da Palestina. Atualmente o território, não tem permissão para ter a própria moeda e vive de utilizar dólar dos ESTADOS UNIDOS, o Euro, o Shekel israelense e o Dinar jordaniano como moedas não oficiais em suas vidas diárias.

Publicidade

Publicidade

A PMA, atualmente uma instituição pública independente, esboça sua visão de “ser um banco central pleno e moderno para um Estado Palestino independente e soberano”, em seu website.

Como tal, o banco central de fato não tem os meios para emitir a sua própria moeda, uma vez que está vinculado ao Protocolo de 1994, o Acordo de Paris que recomenda o uso do Shekel israelense, o que na opinião de muitos nada menos do que uma tremenda palhaçada.

Entretanto, “se a Palestina tiver sua própria moeda digital, isso libertaria a população local da interferência de Israel”, revelou Shawwa.

Publicidade

Publicidade

“Se nós imprimirmos alguma moeda, para obtê-la no país, você necessitaria sempre da aprovação dos israelenses e isso poderia ser um obstáculo,” Shawwa disse à Reuters. “Então, é por isso que não queremos entrar nisso”.

Notavelmente, ele acrescentou:

“Que [uma moeda digital] é algo que gostaríamos de ver. Ele será chamada de Libra palestina”. Shawwa também sublinhou a necessidade de as commodities funcionarem como “a espinha dorsal da moeda”, além de sua emissão, apontando para “reservas, ouro, petróleo”.

“Os planos para uma moeda digital”, revelou o funcionário, “fazem parte da estratégia mais ampla de cinco anos da PMA que será publicada antes do final de 2017”.

A emissão de uma moeda digital só virá como uma pausa para os usuários nos territórios palestinos, utilizam muito o caríssimo PayPal.

Embora não haja um cronograma oficial para lançar a moeda digital, o chefe do banco central de fato apontou para tal movimento “dentro de cinco anos”, de acordo com o relatório. Qualquer roteiro oficial para a emissão de uma moeda digital poderá ser revelado ate o final do ano, explicando em mais detalhes a estratégia quinquenal.

Como tal, a autoridade está no processo de instalar-se em um edifício do banco central construído para esse propósito, na cidade palestina de Ramallah.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment