Gregory Maxwell critica Vitalik Buterin por forks na rede

Depois do hacking sofrido pela corretora BitGrail na semana passada – no qual foram roubados 17 milhões de XRB (US$157,5 milhões calculados na data de hoje, 13 de fevereiro) – seguido do apelo de Francesco Firano (fundador da plataforma de negociação) ao desenvolvedor da Blockchain Nano exigindo um hard fork, uma discussão ativa foi provocada entre proeminentes representantes da comunidade.

Publicado em 13 de Fevereiro de 2018 por

Depois do hacking sofrido pela corretora BitGrail na semana passada – no qual foram roubados 17 milhões de XRB (US$157,5 milhões calculados na data de hoje, 13 de fevereiro) – seguido do apelo de Francesco Firano (fundador da plataforma de negociação) ao desenvolvedor da Blockchain Nano exigindo um hard fork, uma discussão ativa foi provocada entre proeminentes representantes da comunidade.

O cofundador da Blockstream e principal desenvolvedor do Bitcoin Core, Gregory Maxwell, criticou o fundador da rede Ethereum, Vitalik Buterin, pelo apoio ao chamado “hard fork de vida útil” para a recuperação de moedas roubadas no decorrer de ataques de hackers. Isso foi precedido por uma disputa do Twitter entre a maior comunidade de comerciantes de Bitcoin, Whalepool, e Buterin.

Publicidade

Publicidade

“O Ethereum realmente foi um mau exemplo para novos projetos de criptomoedas, porque agora, após cada ataque bem-sucedido de hackers eles escolhem a opção de Vitalik Buterin e executam um hard fork. Eu os parabenizo”, escreveram representantes da Whalepool.

O fundador da Fundação Ethereum afirmou que forks podem ser uma boa saída para Blockchains em um estágio inicial de desenvolvimento – em circunstâncias extremas.

Publicidade

Publicidade

A lição que os operadores do Ethereum ensinam é a seguinte:

  1. Quando os fundos de Vitalik são perdidos devido a um contrato executado ao pé da letra com resultados não esperados, o fork é uma ótima escolha
  2. Quando os fundos de Vitalik não são perdidos, mas uma soma ainda maior em dólar é perdida devido a um desenho de “endereço” mal feito e comportamento errôneo da rede Ethereum, o fork é uma escolha ruim

“O ponto aqui? Ninguém deveria ter esse poder. Existe apenas a opção de realizar esse tipo de ação. O sistema falhou. O poder de reversão das transações da Visa e PayPal são melhores e não requerem uma quantia – que agora vale bilhões de dólares – para ser feita”, afirmou Maxuell no reddit.

Alguns membros da comunidade acreditam que é a possibilidade de um “hard fork de resgate” que dá a essa altcoin uma vantagem sobre o Bitcoin, contudo, Maxwell discorda fortemente desta posição.

“Ninguém deve ter esse poder. Se houver uma escolha, isso já indica que o sistema falhou. A Visa e o PayPal podem cancelar as transações de forma muito mais eficiente, além do mais, para isso, eles não precisam de mineração preliminar – um custo que pode chegar a bilhões de dólares”, continuou o desenvolvedor do Bitcoin Core.

Lembre-se de que anteriormente, o BTCSoul veiculou a notícia de que o líder do Ethereum, Vlad Zamfir, iniciou uma discussão sobre como devolver fundos aos usuários do Ethereum após hacking. Muitos membros da equipe Ethereum apoiaram a opção de “resgate”, sendo que nem todos concordaram com ela.

Chrys

Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment