Hacker desconhecido anuncia ataque de 51% contra Einsteinium

Com o domínio de criptomoedas se exapndindo rapidamente, novos importantes recursos para o público surgem diariamente. O Einsteinium é uma dessas plataformas, projetada para facilitar o desenvolvimento e a inovação dentro do domínio científico através da utilização da tecnologia de Blockchain.

Publicado em 9 de outubro de 2018 por

Um hacker anônimo sob o apelido de GeoCold anunciou que realizará, no sábado, dia 13 de outubro um ataque público de 51% contra a criptomoeda Einsteinium (EMC2) e mostrar, dessa forma, como é fácil controlar as altcoins.

Tendo ocupado a maioria do hashrate da rede, um atacante teoricamente pode realizar gasto duplo: um gasto dos mesmos fundos que é repetido uma ou até mesmo várias vezes.

Depois de anunciar um ataque de 51% ao Einsteinium, GeoCold escreveu que estava fazendo isso para mostrar como tais ataques são fáceis e, talvez, para dar aos pequenos projetos um incentivo extra para tomar medidas preventivas. Adicionalmente, ele deseja demonstrar como esses ataques funcionam na prática e discutir possíveis maneiras de evitá-los.

O hacker acrescentou que se receber doações no valor de US$300 – US$500, isso seria suficiente para comprar uma quantidade suficiente de hashrate para atacar a rede do Vertcoin.

Vale notar que o próprio EMC2 é uma vítima bastante fácil para ataques de 51%: durante este ano, a altcoin, que trabalha com o algoritmo Proof-of-Work, perdeu cerca de 97% de seu valor o que, como regra, é acompanhado por uma saída de mineradores e redução no hashrate. Além disso, o benefício econômico de ataques a tais moedas provavelmente será extremamente baixo e, a julgar pelo fato de que GeoCold ainda não confirmou sua intenção de duplicar os gastos, será ele mesmo que incorrerá custos financeiros, alugando capacidades de computação.

“Estou investindo meus próprios US$50 nisso, e se alguém quiser contribuir, isso também pode ser feito”, escreveu GeoCold com o objetivo de mostrar que a realização do ataque de 51% contra o EMC2 não lhe custará muito dinheiro.

Lembramos que no início deste ano, outras altcoins, incluindo Verge, Bitcoin Gold e ZenCash (Horizen) foram vítimas de ataques de 51%.

Em setembro, a chefe da Lightning Labs, Elizabeth Stark, sugeriu que esses ataques contra altcoins se tornarão mais comuns no próximo ano devido ao seu baixo custo.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment