Hackers americanos sequestram criptomoedas de celular

Os fundos dos usuários em carteiras Parity com assinatura múltipla foram bloqueados como resultado da ativação de uma vulnerabilidade crítica em um contrato/biblioteca inteligente.

Publicado em 23 de agosto de 2017 por

Nos EUA, casos de roubo de números de telefone ligados a carteiras de Bitcoins estão cada vez mais frequentes. Esse assunto foi publicado pelo jornal The New York Times.

De acordo com a publicação, as vítimas dos cibercriminosos são usuários de redes sociais, que escrevem sobre investimentos em criptografias. Os hackers descobrem o número do seu telefone celular, depois eles transferem o serviço numérico para outro dispositivo através do provedor de comunicação. A presença do número permite aos golpistas redefinir a senha em qualquer armazenamento online de Bitcoin e conta de internet conectada a ele, incluindo contas de Google, Facebook e Twitter.

Publicidade

Publicidade

Embora o roubo de carteiras eletrônicas não seja amplamente anunciado, nos últimos meses, os cibercriminosos atacaram “dezenas de pessoas proeminentes na indústria”, observa o jornal.

Assim, no final do ano passado, o investidor Chris Berniske sofreu um ataque de hackers. Segundo ele, fundos virtuais de US$ 150.000 na taxa atual foram retirados de sua carteira em poucos minutos. Ao mesmo tempo, os atacantes roubaram o número de telefone móvel do empresário Joby Wicks – ele teve US$ 1 milhão em Bitcoins roubados.

O número de “sequestros” de números de telefone para o roubo de dinheiro eletrônico continua a crescer. De acordo com a Comissão Federal de Comércio dos EUA, em janeiro de 2013, ocorreram 1038 incidentes similares, já em janeiro de 2016, o número  foi quase o triplo – 2658.

Publicidade

Publicidade

Há alguns dias, houve um ataque de hackers contra um dos servidores do maior produtor chinês de equipamentos de mineração, a Bitmain. Os representantes da empresa recomendaram que os usuários atualizem suas senhas.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment