Helperbit e Legambiente, transparência nas doações

Helperbit e Legambiente transparência em doações, esse poderá ser o melhor legado das blockchains à humanidade, salvar vidas sem perder a fé.

Publicado em 22 de dezembro de 2016 por

Helperbit e Legambiente transparência em doações, esse poderá ser o melhor legado das blockchains à humanidade

A Helperbit é uma startup italiana que criou uma plataforma em Bitcoin para gerenciar doações transparentes para desastres naturais.

Publicidade

Publicidade

O projeto nasceu em 2014, mas só agora ele finalmente começou a aceitar doações graças à sua colaboração com a organização italiana sem fins lucrativos, a Legambiente.

Como revelado em um comunicado recente, a Helperbit vai agora ajudar a Legambiente a arrecadar fundos para a sua campanha intitulada como “O Renascimento tem um Coração Jovem”, dedicada a jovens empresários nas áreas italianas afetadas pelos terremotos de 2016.

Graças à tecnologia Blockchain, a Helperbit acrescenta outro canal para angariação de fundos e oferece aos seus doadores uma forma transparente para repassar fluxos econômicos.

Publicidade

Publicidade

O COO da Helperbit, Davide Menegaldo, que também é co-fundador da Blockchain Education Network Italia, disse:

“A tecnologia Blockchain tem o potencial de proporcionar benefícios substanciais no setor humanitário e com o Helperbit, nosso objetivo é aproximar as organizações sem fins lucrativos desta inovação para melhorar muitos aspectos de sua infraestrutura operacional”.

“Estou muito feliz que uma organização italiana de mente aberta e bem conhecida como Legambiente tenha adotado esta tecnologia e espero que outras organizações logo entendam que a Blockchain pode ajudar a remodelar o setor de caridade, aliviando e reduzindo o sofrimento humano”, explicou ele.

Rastreabilidade total

Para iniciar o esforço “O Renascimento tem um Coração Jovem”, a Legambiente confiou na Helperbit para analisar o total de doações recebidas e depois para verificar como o dinheiro será gasto.

Rossella Muroni, presidente nacional da Legambiente, é citada no comunicado de imprensa dizendo:

“Com a escolha que fizemos somos agora a principal organização sem fins lucrativos na Itália e entre os poucos no mundo a aceitar doações através deste método de pagamento [Bitcoin], que garante aos doadores a rastreabilidade total da sua contribuição e os resultados obtidos.”

Doações descentralizadas

A Legambiente, de fato, não é a única organização no mundo que aceita doações Bitcoin.

Conforme relatado pela Bitcoin For Charity, outras associações decidiram aceitar este método de pagamento descentralizado, incluindem: Save the Children, The Water Project, Antiwar e muito mais.

Isso poderia promover a moeda digital e seus benefícios de pagamento para outras associações em todo o mundo e incentivar a aceitação Bitcoin.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment