Histórico de crédito de europeus serão transferidas para Blockchain

A empresa financeira britânica Billon desenvolveu uma solução para o BIK (Credit Information Bureau), que armazenará e excluirá dados de clientes através da tecnologia de registro distribuído.

Publicado em 17 de Maio de 2018 por

A empresa financeira britânica Billon desenvolveu uma solução para o BIK (Credit Information Bureau), que armazenará e excluirá dados de clientes através da tecnologia de registro distribuído. Isto foi afirmado no comunicado da empresa.

O BIK pertence a um grupo dos principais bancos polacos e acompanha cerca de 140 milhões de históricos de crédito de residentes da Europa Central e Oriental. Segundo o presidente do escritório, Mariusz Cholewa, a Blockchain transformará métodos de troca de dados confidenciais entre o setor financeiro e os clientes.

Publicidade

Publicidade

“BIK e Billon desenvolveram uma solução que atende aos requisitos legais para um meio de informação confiável, bem como os requisitos do Regulamento Geral Europeu de Proteção de Dados, que entrará em vigor este mês”, afirmou Cholewa.

Nota-se que, desde o final de 2017, oito bancos polacos já vêm testando a arquitetura de Blockchain da Billon – o sistema é capaz de publicar mais de 150 milhões de documentos por mês.

De acordo com o comunicado de imprensa, a Billon também está envolvida na implementação da Blockchain para processamento de moedas fiat. Anteriormente, a empresa abandonou criptomoedas em favor do meio de pagamento “E-money”, regulado pela diretiva da Comissão Européia sobre o dinheiro eletrônico de 2009.

Publicidade

Publicidade

“Nosso sistema de dados é o começo de uma verdadeira revolução no gerenciamento de informações. Agora há uma oportunidade de fugir das restrições dos bancos de dados centralizados fechados para uma Blockchain democrática baseada na Internet, onde cada usuário pode controlar suas informações pessoais e tornar o fluxo de documentos mais confiável e confidencial”, disse o CEO da Billon, Andrzej Horoszczak.

Lembre-se de que em setembro de 2017, a União Europeia investiu mais de 1 milhão de euros na startup do The Billon Group.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment