IBM colocando o petróleo dos EUA em linha com a blockchain

Bem, lá vou eu, de novo, falar da IBM e sua manada de blockchains. Mas o que posso fazer? A empresa não para, e, em associação com a Hyperledger parecem querer dominar o mundo usando uma blockchain. Assim que lá vamos nós, com mais uma noticia sobre blockchains e IBM - quase um sinônimo.

Publicado em 7 de abril de 2017 por

Bem, lá vou eu, de novo, falar da IBM e sua manada de blockchains. Mas o que posso fazer? A empresa não para, e, em associação com a Hyperledger parecem querer dominar o mundo usando uma blockchain. Assim que lá vamos nós, com mais uma noticia sobre blockchains e IBM – quase um sinônimo.

A gigante de tecnologia IBM desenvolveu uma plataforma de financiamento de comércio em blockchain ao lado de um banco e uma casa de comércio de commodities para resolver negócios usando a solução descentralizada.

Publicidade

Publicidade

A Trafigura e o banco francês Natixis juntam-se à IBM na solução inovadora, que eles chamam de a primeira solução blockchain no financiamento do comércio de commodities voltada para o setor de petróleo bruto dos EUA.

A plataforma baseada em blockchain foi construída usando o código do Hyperledger Fabric da Linux Foundation, produto do esforço colaborativo interprofissional, o Projeto Hyperledger. A solução, de acordo com o Financial Times, foi posta à prova usando as ofertas de petróleo bruto da Trafigura no mundo real, ao longo dos gasodutos do Texas, para executar simulações sobre o registro distribuído. Hospedada na Bluemix, a plataforma de nuvem da IBM, a plataforma blockchain foi gerenciada e entregue pela IBM France.

James Wallis, vice-presidente de mercados de blockchain e engajamento da IBM, declarou:

Publicidade

Publicidade

“Nós estamos usando uma blockchain construída sobre o Hyperledger Fabric como forma de abordagem, acreditamos que ela tenha um grande potencial de transformação que tornará o comercio de petróleo bruto mais rápido, mais consistente e ágil no compartilhamento de informações”.

A Blockchain pode fazer a diferença

A plataforma permite a gravação imutável de documentos comerciais, atualizações de remessas, status de pagamento e entrega, ainda compartilhando-os em um registro único, onde todas as partes integrantes na transação comercial podem conferir os movimentos. Essencialmente, o comprador, o vendedor e seus respectivos financiadores (bancos) poderão visualizar e compartilhar dados em tempo real sobre o status da transação.

“O objetivo é substituir os processos manuais atrasados e lentos feitos em papel com fluxos de trabalho baseados em blockchain para melhorar a transparência e o compartilhamento de dados”, afirmou Rodney Malcom, diretor financeiro da Trafigura na América do Norte.

“Com a tecnologia de livro distribuído todos os participantes da transação na rede serão atualizados simultaneamente com um registro que não pode ser alterado ou adulterado. Cada mudança ou nova transação imediatamente cria um novo registro no livro compartilhado.”

A indústria de comércio de petróleo é tradicionalmente lenta para adotar mudanças ou digitalização, exigindo fluxos de trabalho complexos em um processo intensivo feito em papel, o que deixa todo o trabalho vulnerável à adulteração e erros humanos.

Benefícios de utilizar a Blockchain

Com uma plataforma de negociação comum – blockchain – a IBM vê uma série de benefícios, incluindo o aumento da eficiência em meio a custos mais baixos e uso reduzido de intermediários. Além disso, o aumento da transparência também diminuirá a ameaça de adulteração de documentos e fraude, ao mesmo tempo em que corta os tempos de transação.

Arnaud Stevens, o chefe de energia e commodities globais de Nova York da Natixis, afirmou:

“O processo atual é feito a partir de papel e mão-de-obra intensiva, temos ponto de atrito múltiplo com altos custos de processamento e automação limitada. A tecnologia de contabilidade distribuída traz alguma inovação que hoje se mostra muito necessária para nossa indústria”.

Enquanto os processos de teste demonstraram com sucesso um registro compartilhado entre o comprador, vendedor e seus bancos; a IBM tem planos de expandir a participação entre todas as partes em uma transação de comércio de petróleo para inserir dados diretamente na blockchain.

“Por exemplo, numa companhia de navegação, o operador de pipeline, o inspetor ou o armazém podem fornecer atualizações de status em tempo real através da blockchain na transação de petróleo bruto, ajudando a reduzir o risco de transações fraudulentas”, explicou a IBM em um comunicado à imprensa.

Transformando a negociação de ativos

Embora este esforço seja específico para o mercado de comércio de petróleo bruto dos EUA, um esforço similar já realizou uma transação comercial envolvendo um carregamento de carga de petróleo contendo grude africano, vendido à ChemChina, uma gigante petroquímica chinesa.

O teste de blockchain foi revelado pela gigante suíça Mercury em janeiro, em colaboração com o banco holandês ING e o banco francês Société Générale. A transação provou ser bem sucedida e os bancos, desde então, revelaram conversações com outros comerciantes globais para conduzir o financiamento do comércio ao longo de uma blockchain.

A indústria de finanças comerciais poderia ostensivamente tornar-se um dos primeiros casos de uso da tecnologia blockchain em áreas além do setor bancário. Os esforços notáveis para a aplicação da tecnologia, subjacente do Bitcoin no setor, incluem aqueles que tomam forma nos hubs de negociações globais de Dubai e de Hong Kong.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment