A gigante IBM revelou o primeiro computador comercial Q System One com um sistema de 20-qubit. A invenção pode ser utilizada tanto para propósitos de pesquisa quando para operações de aplicativos de negócios.

Segundo a TechCrunch, apesar do fato de a IBM alegar que a invenção é o primeiro sistema universal para computação quântica, ela não possui poder suficiente para muitos propósitos comercias. A IBM acrescentou que essa é apenas a primeira tentativa de criar um sistema capaz de solucionar problemas complexos e que o computador é atualizável.

Adicionalmente, a companhia criou eficientes sistemas de resfriamento para o massivo hardware.

“Este sistema é vital para que a computação quântica deixe os laboratórios e finalmente seja posto em prática nos negócios e na ciência”, destacou Arvind Krishna, diretor da IBM Research.

A corporação anunciou também a criação da IBM Q Network em parceria com a gigante de petróleo ExxonMobil, com a Organização Europeia para Pesquisa Nuclear (CERN, na sigla em inglês) e com a Fermilab. O propósito do consórcio é pesquisar casos de uso para a computação quântica.

Vale notar que o Map Project Office e o Universal Design Studio, bem como a Goppion, companhia desenvolvedora de copos de vidro para a família real britânica e da doma protetora da Mona Lisa, de Da Vinci, trabalharam no design da invenção.

Criptomoedas e Bitcoin vs Computação quântica

Muitos pesquisadores e alguns membros da comunidade estão convencidos de que os computadores quânticos serão capazes de quebrar a Blockchain do Bitcoin no futuro: em 2017, por exemplo, uma equipe internacional de pesquisadores chegou à conclusão de que isso aconteceria até 2027.

Nem todos, no entanto, concordam com essa opinião. Jeffrey A. Tucker, do American Institute for Economic Research está convencido de que o medo de computação quântica é baseado em ignorância e pânico.

Andreas Anotonopoulos, um famoso evangelista de Bitcoin, teve um interessante posicionamento nessa questão:

“Eu não me preocupo nem um pouco se a NSA tem um computador quântico, porque a lei básica de segurança diz que se você possui uma poderosa arma secreta, você não pode usá-la. É preciso uma desculpa muito forte para ativá-la. Dado que chaves de computação quântica e redes de comunicação da inteligência militar podem ser quebrados utilizando-se computação quântica, o Bitcoin parece um peixe pequeno neste contexto”, salientou.