ICOBox junta forças a Pavo para trazer tecnologia de Blockchain à AgTech

pavo btcsoul

Publicado em 20 de Fevereiro de 2018 por

Pavo, uma solução de IoT de Blockchain para o ecossistema Ag voltada para o aumento de rendimento e eficiência operacional, anunciou que trabalhará com a ICOBox, a fornecedora líder de soluções SaaS para ICOs. A plataforma de IoT da Pavo é projetada para ‘atacar’ a indústria multimilionária de comida e agricultura dos EUA.

Inicialmente visando o segmento de maconha legal no mercado, a Pavo almeja ter impacto: além de oferecer auxílio a cultivadores para que possam gerenciar suas cadeias de suprimentos, a Pavo também planeja oferecer uma criptomoeda a todo o ecossistema b2b de cannabis – incluindo produtores, atacadistas, dispensários, fabricantes de produtos infundidos e outros – em nome de pagamentos seguros e confiáveis. A ICOBox fornecerá uma gama completa de serviços técnicos, legais e de marketing à Pavo conforme a startup se prepara para sua ICO.

Quando governos autorizam o uso e venda de cannabis medicinal, eles também introduzem regulações estritas que devem ser observadas por compradores, produtores e agentes da lei. Cultivadores de maconha medicinal sabem que não há espaço para erros: a lei estabelece que produtores devem aderir a padrões de segurança, fabricação e armazenamento de dados. Cada produtor licenciado deve tomar as medidas adequadas para garantir que todos os aspectos de sua operação sejam rastreáveis para relatórios e inspeção de conformidade obrigatórios. Falhar em seguir esses padrões pode resultar na perda da licença para cultivo e venda de cannabis. Em adição ao auxílio oferecido a agricultores para a melhoria de suas plantações, a Pavo também torna mais fácil a execução de transações mais eficientes e transparentes. Da tributação à conformidade regulamentar à gestão do custo dos bens, do controle de estoque ao reinvestimento de crescimento, os varejistas de cannabis enfrentam desafios sem escalas, e a Pavo ajuda-os a abordar esses obstáculos através de seu sistema baseado em Blockchain, que permite o gerenciamento dos negócios da plantação à venda, assegurando autenticação, confidencialidade e prestação de contas, enquanto também toma decisões mais rápidas, inteligentes e sustentáveis do ponto de vista agrícola e de negócios baseado em dados reais.

Todo o ecossistema Pavo é potencializado por sua criptomoeda PavoCoin, que está prestes a ser oferecido em uma pré-venda pública, com começo previsto para o dia 15 de março de 2018. Pavo, um token de uso funcional, permitirá que os produtores aceitem pagamentos digitais de seus clientes e membros de suas comunidades. A companhia visa coletar cerca de US$65 milhões em sua ICO, que será utilizada para finalizar o produto e auxiliar o ecossistema.

“Estamos olhando para a mudança definitiva na forma que o mercado de cannabis opera”, afirma Erhan Cakmak, co-fundador e CEO da companhia. “Acreditamos que a Blockchain é o intermediário perfeito que ligará todos os participantes do mercado e um único sistema coerente, transparente, seguro e sustentável; nosso objetivo é ser a principal plataforma de mercado para essa indústria em expansão”, completa.

Ao contrário de muitas ICOs, a Pavo já possui um produto operante que atualmente se encontra em seu lançamento piloto com agricultores da área da baía de São Francisco. Após a conclusão de sua ICO, a Pavo planeja pilotar a adoção de 500 sites agrícolas nos primeiros 12 meses, e mil nos primeiros 18. Como público alvo de seus tokens, a equipe desenvolvedora contempla os compradores na Suíça, Alemanha, Reino Unido, EUA, Japão e China, que podem possuir um interesse específico na indústria de cannabis, bem como comunidades gerais da erva, incluindo produtores legais de maconha, processadores e distribuidores na América do Norte.

“A Pavo está se dirigindo a um problema muito importante no mercado da maconha: sua transparência e sustentabilidade”, afirma Nick Evdokimov, co-fundadores da ICOBox. “A ICOBox é uma solução perfeitamente adequada a projetos de Blockchain como a Pavo: trabalhamos de perto com sua equipe para preparar a ICO enquanto a companhia pode focar no real projeto. Os obstáculos enfrentados pela indústria de cannabis são complexos e únicos, e nosso time está se reunindo para lançar um produto sólido e inovador que trará significativos benefícios a todos os participantes do mercado”, conclui.

Thiago
Thiago é co-fundador e o suporte técnico, famoso faz-tudo, por trás do BTCSoul. Para ele o interesse nas criptomoedas, Blockchain e Bitcoin se encontra também em seu código.

Compartilhe!

Leave a Comment