Imperial College London: Bitcoin tem todas as chances de se tornar mainstream nos próximos 10 anos

De acordo com o estudo do Imperial College London, na próxima década, o Bitcoin tem todas as chances de se tornar uma forma de pagamento ampla e globalmente utilizada.

Publicado em 11 de julho de 2018 por

De acordo com o estudo do Imperial College London, na próxima década, o Bitcoin tem todas as chances de se tornar uma forma de pagamento ampla e globalmente utilizada.

O Imperial College London, que conta com 14 ganhadores do Prêmio Nobel, fundou em 2015 seu centro de pesquisa para o estudo de criptomoedas e engenharia de software, com foco em iniciativas de Blockchain.

Em seu estudo intitulado “Criptomoedas: superando barreiras e caminho para aceitação em massa”, o professor William Knottenbelt, do Imperial College London e o Dr. Zeynep Gurguc, argumentam que as criptomoedas já servem como um meio de preservar o valor, bem como moedas fiat.

É verdade, elas ainda não estão suficientemente ativas para realizar as funções das unidades de cálculo e dos meios de troca, assim como concluem os pesquisadores. Para começar a se adaptar a esses parâmetros, o Bitcoin e outras criptomoedas precisam de uma série de melhorias, incluindo design amigável ao usuário e dimensionamento – até hoje, a maioria das criptomoedas baseadas em tecnologia de Blockchain não foram projetadas para lidar com grandes quantidades de transações.

Para que criptomoedas possam ser generalizadas, elas precisam de um design amigável, que as tornaria mais acessíveis aos usuários que não têm o conhecimento técnico, os autores observam, bem como da redução de volatilidade das taxas do dinheiro digital. Falando de volatilidade, o Instituto Americano de Pesquisa Econômica (AIER) também realizou recentemente a sua própria investigação e comparou a volatilidade do Bitcoin e outras criptomoedas, concluindo que o coeficiente de variação do preço do Bitcoin é significativamente mais baixo que o de outras populares moedas digitais.

A adoção de uma abordagem normativa padronizada para as criptomoedas ao redor do mundo também dará impulso à adoção em massa, enfatizam os autores do artigo.

“O mundo de criptomoedas está se desenvolvendo tão rapidamente quanto a terminologia e o conhecimento que a acompanham. Essas tecnologias descentralizadas são capazes de transformar todas as nossas ideias sobre a natureza dos sistemas e ativos financeiros”, apontou o professor Knottenbelt.

Vale notar que com o crescimento da popularidade de criptomoedas, a quantidade dos crimes associados a elas também cresce. A empresa de segurança cibernética CipherTrace, por exemplo, informou que a escala de roubos das corretoras de criptomoedas no primeiro semestre de 2018 aumentou três vezes, em comparação com dados semelhantes para 2017.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment