Irã pode se tornar grande mercado de bitcoin

O diretor do Banco Central do Irã, anunciou oficialmente durante entrevista em rede nacional que o Dólar Americano não seria mais utilizado dentro do país

Publicado em 11 de fevereiro de 2017 por

Em 29 de janeiro deste ano, o diretor do Banco Central do Irã, Valiollah Seif anunciou oficialmente durante uma entrevista em rede nacional que o Dólar Americano não seria mais utilizado dentro do país em resposta ao controverso impedimento de cidadãos de certos países, inclusive do Irã, de viajarem para os EUA, feito pelo presidente Donald Trump

De acordo com a declaração oficial do Banco Central iraniano e Seif, o governo pretende acabar com o uso de dólares americanos e substituí-lo por uma moeda de reserva estável, que seja mais utilizada em negociações contra moedas estrangeiras.

Publicidade

Publicidade

Atualmente, o Banco Central do Irã explora duas opções: Escolher uma moeda estrangeira específica, como o Euro que é amplamente utilizado em negociações cambiais ou estabelecer negociações em várias moedas, permitindo assim que o povo iraniano escolha a moeda que preferir.

Um dos maiores problemas, apontados por analistas como questão é que o dólar americano é a fundação da indústria petroleira do Irã, o que gera anualmente, aproximadamente, US$ 14 bilhões em proventos. A substituição do dólar poderia levar as autoridades locais à inúmeras complicações.

O impacto do Bitcoin e sua demanda

A indústria iraniana de bitcoin possui uma pobre infraestrutura. A BTXCapital, a primeira exchange de bitcoin do país foi lançada em agosto de 2015, tendo entrado no mercado na esperança de prover uma alternativa mais confiável e segura às plataformas p2p, como a CoinAva e a LocalBitcoins.

Com um mercado de mais de 50 milhões de usuários, a BTXCapital declarou que o Irã possui potencial para se tornar um grande mercado de bitcoin nos próximos anos. Ganesh Jung, CEO da Draglet, a firma de desenvolvimento por trás da plataforma usada pela BTXCapital, enfatizou a luta que o povo iraniano enfrenta ao comprar bitcoin no país:

“É realmente difícil conseguir bitcoin no Irã. Existem várias maneiras de comprar BTC, mas o processo era muito difícil e as quantias passíveis de compra eram mínimas. Uma grande população com larga proporção de usuários conectados à internet significa um mercado inexplorado. Nossa plataforma torna a negociação realmente simples. Tudo o que você precisa fazer para comprar conosco é depositar um pouco de dinheiro local e negociar à vontade.”

Assim como na Índia, onde as pessoas começaram à buscar alternativas para armazenar valor ou ativos semelhantes ao ouro, tipo o BTC, em meio à um desastre econômico, é provável que o povo iraniano acabe encontrando moedas como o bitcoin, que são descentralizadas e facilmente transferíveis.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment