IRS: Receita Federal dos EUA corre atrás do prejuizo

A receita deferal dos EUA corre atrás do prejuizo, tudo porque os usuarios do bitcoin cada vez aumentam mais e eles não tem como rastrear essa grana.

Publicado em 9 de novembro de 2016 por

O Serviço de Receita Federal dos EUA, IRS precisa reformar sua estratégia para o bitcoin e outras moedas digitais, alertou seu inspetor geral (IG) em um relatório divulgado hoje.

Ele relatório, originalmente preparado em Setembro, ele  lança um retrato sombrio dos esforços da agência fiscal dos EUA para supervisionar e tributar transações de moeda digital. De acordo com o relatório, há “pouca evidência” de que os funcionários fiscais tenham se movido para criar uma estratégia mais ampla e mais coesa nos dois anos e meio desde que a agência declarou sua intenção de taxar o bitcoin como uma espécie de propriedade. Outras questões incluem a falta de ferramentas de controles para essas transações. 

Publicidade

Publicidade

O relatório alerta que uma falha contínua para resolver as preocupações significa que o IRS está correndo um serio risco de ver boa parte dos contribuintes sonegarem esses impostos.

O IG escreveu:

“O IRS precisa desenvolver planos estratégicos que incluam a supervisão e a administração, bem como controles internos adequados para as moedas digitais. Ate que essa estratégia esteja desenvolvida, o IRS esta correndo risco de sonegação de impostos, bem como nem saber que esses impostos são devidos.”

Complementando o estado atual das coisas, o relatório continua a esboçar, é o fato de que a agência não criou métodos de informação ao cidadão.

Publicidade

Publicidade

“A TIGTA analisou todos os comentários e encontrou vários exemplos de informações solicitadas pelo público que seriam úteis para entender como cumprir os requisitos de relatórios fiscais ao usar ou receber moedas virtuais”, afirma o relatório.

O IRS foi muito criticado no passado por profissionais de impostos, que argumentaram que a agência não tinha fornecido aos consumidores informações suficientes sobre a tributação do bitcoin e outras moedas digitais. Em seu relatório, o GI reconheceu que o lançamento da política de 2014 era problemático em relação a alguns dos mandatos de apresentação de relatórios, particularmente em relação à documentação.

“Devido à complexidade potencial de relatar transações de compra de varejo e outra forma simples relacionadas a moedas virtuais, mais orientação é necessária para ajudar os contribuintes a cumprirem voluntariamente suas obrigações fiscais”, disse o IG.

No entanto, a agência está comprometida com a mudança. No relatório, o IG disse que a IRS concordou em melhorar suas práticas fiscais já existentes referentes ao bitcoin.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment