Israel adia lei sobre regulamentação de criptomoeda por quatro meses

O IRS (Internal Revenue Service) publicou um novo relatório descrevendo um projeto de lei que reconhece o Bitcoin e outros ativos criptográficos e impõe dívidas fiscais a empresas que arrecadam fundos através de ICOs.

Publicado em 6 de junho de 2018 por

A partir de 1 de junho, a lei sobre o combate à lavagem de dinheiro com criptomoedas entraria em vigor em Israel, contudo, o parlamento do país adiou sua introdução por pelo menos quatro meses. Isto foi relatado pelo Cryptovest com referência ao co-presidente da Associação de Advogados de Israel (IBA, na sigla em inglês), Jacob Enoch.

Segundo os legisladores, o motivo dessa decisão é o insuficiente desenvolvimento de uma estratégia de combate à lavagem de capital por meio das criptomoedas.

“O motivo do atraso é o mecanismo insuficientemente desenvolvido para combater a lavagem de dinheiro. Isso implica que anteriormente, as empresas não atuavam de forma a impedir a lavagem de dinheiro”, afirmou Enoch.

O adiamento da entrada em vigor da lei significa que o mercado israelense de criptomoedas continua a funcionar sem qualquer regulamentação formal.

Jacob Enoch também está confiante de que tais ações podem levar à inibição do desenvolvimento de empresas financeiras ao adiamento do surgimento de novas empresas visando a criação de inovadoras soluções financeiras.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment