Japão criará ambiente regulatório para ICOs

Mais duas plataformas criptomonetárias começaram a reduzir suas atividades no Japão na véspera de seu iminente fechamento. As corretoras Mr. Exchange e Tokyo GateWay retiraram pedidos anteriores de licenças da Agência de Serviços Financeiros (FSA)

Publicado em 28 de Fevereiro de 2018 por

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) planeja rever as leis e regulamentos relevantes para regular a Oferta Inicial de Moedas (ICO). Isto foi relatado pela CoinDesk com referência à mídia local.

Vale notar que o controlador financeiro abordou esta questão em meio à crescente popularidade da venda de tokens e à ausência de regras claras para a conduta de ICOs.

De acordo com Sankei Shimbun, a FSA já começou a monitorar “ICOs suspeitas” voltadas a investidores japoneses.

“Há uma crescente necessidade de mudar a legislação, e a FSA está considerando parar ICOs inadequadas”, enfatizou o relatório.

Também se observa que a lei existente sobre os sistemas de pagamento – que entrou em vigor em abril do ano passado e legalizou o Bitcoin como método de pagamento – não pode ser considerada suficiente para determinar o status legal das ICOs.

No início deste mês, a FSA suspendeu as atividades do Blockchain Laboratory em Macau, emitindo vários avisos relacionados à prestação de serviços sem licença.

Lembre-se de que anteriormente relatamos que para os dois primeiros meses de 2018, os projetos que foram lançados em ICOs já coletaram mais de US$1,1 bilhão.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment