Japão pretende lançar moeda criptográfica própria: a J-Coin

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) publicou recomendações sobre a regulamentação de vários mercados, incluindo o de criptomoedas e as Ofertas Iniciais de Moedas (ICOs).

Publicado em 26 de setembro de 2017 por

O consórcio de bancos japoneses, liderado pelo Mizuho Financial Group e Japan Post Bank, planeja lançar uma moeda digital nacional. Isso é relatado pelo Financial Times.

As autoridades japonesas e o banco central já apoiaram o projeto com o objetivo de desenvolver uma solução que permita aos cidadãos pagar bens e serviços usando smartphones. Espera-se que uma nova moeda criptográfica chamada J-Coin seja lançada antes do início dos Jogos Olímpicos de Verão-2020 em Tóquio.

Publicidade

Publicidade

Além disso, a publicação informa que 70% de todos os pagamentos no Japão são feitos em dinheiro. Para os bancos e o governo, tal dependência implica custos adicionais. Por exemplo, as instituições financeiras são obrigadas a suportar os custos adicionais associados ao transporte, coleta e auditoria de grandes quantidades de dinheiro. Os governos, por sua vez, correm o risco de perder as receitas fiscais devido a transações no mercado negro com a ajuda de dinheiro.

O consórcio de bancos calculou que, graças à nova moeda criptográfica, a economia do Japão também poderá receber pelo menos 10 bilhões de ienes (US$ 90 milhões). Neste caso, a taxa da moeda digital J-Coin estará fortemente ligada à taxa do iene japonês na proporção de 1: 1.

Países europeus, como a Suécia e a Dinamarca, também procuram minimizar o uso de dinheiro. E a Coréia do Sul já anunciou sua intenção de criar uma “sociedade sem dinheiro” até 2020.

Lembre-se: as principais instituições financeiras do mundo, incluindo HSBC, Barclays, UBS e Santander, estão trabalhando para criar uma moeda digital para otimizar as operações de liquidação e compensação.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment