Jihan Wu acusa equipe do Bitcoin Gold de subornar jornalistas para desacreditar Bitmain

A Bitmain está sigilosamente se preparando para abrir vários centros localizados no Noroeste dos EUA para a produção de criptomoedas.

Publicado em 28 de Maio de 2018 por

O chefe da Bitmain, Jihan Wu, alegou que o fundador do fork Bitcoin Gold, Jack Liao, subornou jornalistas para que culpassem a Bitmain pelo “ataque de 51%”.

“Nessas notícias, uma suposição imprópria será feita de que uma “empresa de mineração” atacou seu shitcoin”, afirmou Wu.

Um dia antes de publicar esse tweet, Wu escreveu que Liao está espalhando rumores sobre o envolvimento da Bitmain no “ataque de 51%” contra a rede do Bitcoin Gold.

“Não, não foi a Bitmain. Talvez o próprio Liao tenha cometido um ataque contra o Bitcoin Gold para roubar ainda mais dinheiro da comunidade e atacar o Bitcoin Cash”, disse Wu.

Tais acusações despertaram ressentimento do próprio Jack Liao, que imediatamente chamou o fundador da Bitmain de “fracote”.

“Você é um fracote, mas isso não significa que eu agirei da mesma maneira”, escreveu ele.

Cobra, o cofundador do bitcoin.org e do bitcointalk.org também entrou no conflito, não gostando da insinuação de Liao sobre uma possível repetição da história, mas desta vez com o fork Bitcoin Cash.

“É falta de respeito comparar o Bitcoin Cash ao Bitcoin Gold. O Bitcoin Cash é um fork honesto com uma comunidade ativa e foco na solução de problemas reais e na ampliação do leque de aplicações. Já o Bitcoin Gold é uma moeda fraudulenta e insegura, com uma pré-mineração, criada para enriquecer seus fundadores”, enfatizou Cobra.

A resposta de Jack Liao não demorou muito, e o criador do Bitcoin Gold “diagnosticou” Cobra com uma séria doença mental.

“Você é um esquizofrênico. Você mudará sua posição se você levar 5 minutos para comparar o algoritmo de correção de complexidade do Bitcoin Cash e o código-fonte do Bitcoin Gold”, retrucou Liao.

Existe um tipo de triângulo entre os participantes do conflito, porque, apesar das críticas de Liao por Jihan Wu e Cobra, esses últimos também são oponentes no contexto da discussão sobre a mudança do algoritmo de consenso na rede do Bitcoin.

“O Bitcoin está baseado na alegada honestidade da maior parte do hashrate. Mas a honestidade é a última coisa que vimos no desempenho de Jihan Wu nos últimos anos. O Bitcoin deve ser apoiado por mineradores, que serão melhores que os existentes”, Cobra está convencido.

Ele chamou a Bitmain de “tumor do câncer” e de “ameaça” da rede Bitcoin e repetidamente pediu à comunidade que abandonasse o algoritmo PoW para “se livrar desse monstro”.

Jihan Wu não ficou indignado e acusou a Blockstream e Cobra de criar um culto e censura que “destruiu as posições líderes do Bitcoin”.

Cobra e o professor da Universidade de Cornell, Emin Gun Sierer, também questionaram o fato de que os mineradores não têm o motivo para cometer um “ataque de 51%”.

“Isso aconteceu nesta semana, e há muitos desses casos”, disse Gun Sierer, comentando o argumento de que um ataque desse tipo é contrário aos interesses racionais dos mineradores.

“Se os mineradores não têm motivos, por que tantas moedas sofrem do “ataque de 51%”? Talvez a oportunidade de encurtar um ativo e ganhar com uma queda de preço interrompa os incentivos existentes. A Bitmain tem a capacidade de fazer esse tipo de ataque contra a rede do Bitcoin principal. Quais incentivos estão nos protegendo?”, escreveu Cobra.

Lembre-se de que anteriormente, um “ataque de 51%” foi executado também na rede Verge.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment