Joseph Lubin anuncia nova estratégia para ConsenSys

Joseph Lubin, cofundador do Ethereum e chefe da startup ConsenSys, no contexto de sua participação no programa Final Round, disse que duvidava de que houvesse manipulação do preço do Bitcoin com a ajuda do Tether.

Publicado em 4 de dezembro de 2018 por

Joseph Lubin, o chefe da startup ConsenSys, enviou uma carta aos funcionários informando sobre mudanças em larga escala no trabalho da organização. Isso foi escrito pelo Breaker.

De acordo com Lubin, desde a sua criação, a ConsenSys aderiu a um modelo de negócio único, buscou descentralização e projetos eficazes. No entanto, em um ambiente cada vez mais competitivo, a empresa aumentará os padrões aos quais as novas empresas devem aderir.

Em particular, os projetos serão avaliados de acordo com três parâmetros: retorno do investimento, significância para o ecossistema Ethereum focada no futuro, e não em hoje, incluindo o desenvolvimento do protocolo da rede, e benefício público.

A nova ConsenSys 2.0 será baseada em cinco pilares: uma cultura de excelência e controle com foco na criação de valor real, desenvolvimento de infraestrutura de Ethereum, financiamento de aplicativos descentralizados através da divisão de risco da ConsenSys, venda de soluções de Blockchain para clientes corporativos e prestação de serviços de consultoria, bem como ensino dos desenvolvedores e público sobre a tecnologia de Blockchain.

Lubin enfatizou também a importância do pensamento prudente e de sangue frio.

“Seremos mais rigorosos, mais responsáveis, abrindo a ConsenSys para todo o mundo”, disse ele.

Além disso, o chefe da ConsenSys expressou esperança de que, apesar do ” frio inverno” na indústria criptomonetária, o mercado inevitavelmente se recuperará e depois crescerá rapidamente.

“Com a ConsenSys 1.0, construímos um laboratório para provar a existência da lua usando argumentos complexos de engenharia, matemáticos e filosóficos. Agora precisamos de um foguete para chegar lá”, salientou Lubin.

A ConsenSys já deu os primeiros passos para criar uma nova estratégia, assinando um acordo de cooperação com o conglomerado de tecnologia sul-coreano SK Group. Os parceiros pretendem criar um “hub para o desenvolvimento de uma Blockchain corporativa”. O acordo também prevê que os desenvolvedores coreanos serão treinados na academia da ConsenSys e no centro educacional do Grupo SK.

“As empresas estudarão modelos para expandir seus negócios de Blockchain, analisando plataformas, tecnologias e serviços relevantes de Blockchain”, diz o comunicado de imprensa.

Por fim, ainda no contexto de notícias envolvendo a ConsenSys, lembramos que em novembro, Joseph Lubin anunciou um programa de subsídios que prevê a alocação de US$500 mil para a implementação de projetos de infraestrutura baseados em Ethereum.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment