O chefe da holding financeira americana JPMorgan, Chase James Dimon, admitiu que lamentava ter comparado o Bitcoin à tulipomania.

A Blockchain substituirá as tecnologias concorrentes dentro de poucos anos. Essa opinião foi expressa por Lori Beer, diretora de Tecnologia da Informação (CIO) do banco norte-americano JPMorgan e relatada pela Cripto247.

Ela observou que o JPMorgan já implementou a tecnologia de registro distribuído para simplificar o processo de pagamento e armazenamento de informações do cliente relacionadas à política do KYC (Know Your Customer). Além disso, a tecnologia está ajudando o banco a impedir a lavagem de dinheiro.

A CIO do JPMorgan disse que o banco criou uma Blockchain de código aberto baseado no Ethereum, sendo que, no entanto, por enquanto, esse código não atende aos requisitos e necessidades da empresa em termos de escalabilidade e privacidade.

“O JPMorgan também está associado à Hyperledger e à Enterprise Ethereum Alliance. O uso de Blockchain nos negócios é mais importante para nós do que a própria tecnologia. Nós nos concentramos não apenas na redução de custos, mas também nas oportunidades de criar novos produtos”, disse ela.

Lori Beer também informou que o banco tem uma equipe de funcionários envolvida na análise e avaliação do mercado criptomonetário.

É notável que, apesar da cética atitude em relação às moedas digitais, em maio, o banco começou a estudar o setor criptomonetário e decidiu criar sua própria estratégia nessa área.