Justiça da Polônia investiga desligamento da Bitcurex

Promotores da cidade de Łódź na Polônia abriram uma investigação sobre o desligamento da Bitcurex, uma das maiores e mais antigas corretoras de Bitcoin do país.

Publicado em 15 de março de 2017 por

Promotores da cidade de Łódź na Polônia abriram uma investigação sobre o desligamento da Bitcurex, uma das maiores e mais antigas corretoras de Bitcoin do país.

No inicio desse ano, o site da empresa caiu sem dar nenhum sinal de aviso, supostamente privando seus usuários do acesso a seus Bitcoins, a empresa possuía um total de 2300 Bitcoins sob sua tutela.

Publicidade

Publicidade

Em outubro de 2016 a corretora de Bitcoin disse a mídia local que seu sistema de TI foi “prejudicado por interferência externa, entenda-se hackeado”, o que resultou na perda de uma parcela de seus ativos totais.

O operador da plataforma afirmou ter notificado as autoridades competentes o fato, sugerindo a ocorrência de um crime cibernético, porem a partir do inicio desse mês a página da Bitcurex não tem tido conteúdo.

O ministério de justiça disse em um comunicado que esta investigando o caso por suspeita de crimes contra a propriedade de terceiros.

“Pessoas que tenham tido algum tipo de prejuízo, que não tenham apresentado ou prestado queixa, podem enviar seu comunicado diretamente ao ministério publico de Łódź” diz o comunicado. “Avisos por escrito devem, se possível, serem acompanhados de copias dos documentos disponíveis ou impressões que confirmem o montante dos valores perdidos”.

A corretora de criptomoedas foi criada em julho de 2012 e era operada por uma empresa sediada em Łódź, chamada Digital Future. Nos últimos anos a Bitcurex vinha sendo vitima de varias tentativas de hackers, que vez por outra forçavam a plataforma a interromper temporariamente suas atividades na esperança de tornar seu sistema mais seguro.

Em março de 2014, logo depois de um ataque de hackers em sua plataforma, os representantes da Bitcurex disseram que desligar o site permitiria que sua equipe de TI pudesse “executar a verificação e correção necessária”. Quatro dias depois do ataque, a plataforma voltou a operar normalmente.

Bem, o mesmo não se deu agora, o site da Bitcurex está fora do ar, Uma pena!

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment