Em 2017, hackers capturaram US$300 milhões de um total de US$3,5 bilhões dos fundos coletados durante a Oferta Inicial de Moedas (ICO).

Em 2018, o número de ataques propositais de mineradores ocultos alcançou 13 milhões. Este número é 400% maior que aquele registrado em 2017, quando então, 3,5 milhões de ataques foram descobertos. Tais dados foram providos pelo Kaspersky Lab e divulgados pela CCN.

Especialistas notaram também que no Oriente Médio e Ásia, o número de casos de mineradores ocultos aumentou em quatro vezes em comparação com o último ano.

As descobertas do Kaspersky Lab coincidem com os dados de um estudo de setembro da Cyber Threat Alliance, no qual analistas desta última afirmaram que o número de casos de mineração oculta de criptomoedas aumentou em 459% em comparação com o último ano.