Uma das mais antigas corretoras criptográficas, a Kraken, anunciou o encerramento de seu trabalho no Japão. Como principal razão para essa decisão, a empresa apontou o aumento do custo das negociações no país.

A corretora Kraken, anunciou em meio a um post no seu blog que estará adicionando a negociação de margem nos mercados de XRP e BCH. Na semana passada, foi a vez da Exchange Binance adicionar o XRP como dono da festa, promovendo a cripto como base em uma série de mercados. E, como se não bastasse, ainda tivemos a eToro integrando o XRP em sua carteira. Assim sendo, parece ter sido um mês bem movimentado em direção da adoção do XRP – ao menos no que se trata das corretoras.

A plataforma Kraken e a eToro sofreram duras critícas da comunidade XRP no Twitter devido a diversos motivos. A eToro foi criticada por requerer transferências eletrônicas para garantir depósitos XRP na plataforma e também pela falta de esclarecimentos em relação a esse requisito. Desde então, o diretor administrativo da eToro no Reino Unido, Iqbal Gandham, respondeu as questões levantadas pela comunidade, citando:

“Esta é uma decisão de gerenciamento de risco baseada em vários fatores, incluindo o fato de que os fundos enviados por transferência bancária são mais seguros e possui um nível mais alto de devida diligência do cliente”

Quando se trata do lançamento da negociação de margem do XRP e BCH por parte da Kraken, alguns não ficaram satisfeitos com a convenção de nomenclatura. Especificamente, o problema está no fato de que a Kraken listou o ativo como Ripple (XRP), em vez de XRP (XRP).

A Kraken esclareceu que a maneira como listam suas moedas é utilizando o primeiro nome do protocolo seguido pelo nome do ativo. A corretora ainda afirmou que o protocolo é Ripple e o recurso é XRP, portanto, a convenção de nomenclatura faz sentido.

No entanto, houveram mais críticas sobre o motivo pelo qual a XLM foi listada como Lumen (XLM) em vez de Stellar (XLM).

Motivo da confusão quanto ao Ripple e XRP

É claro que a comunidade de XRP é inflexível quanto à diferenciação de Ripple e XRP. O principal problema com a convenção de nomenclatura acima é que pode confundir os novos usuários em pensar que estão comprando ações da empresa Ripple. O fato não poderia estar mais longe da verdade, já que a Ripple é uma empresa de capital fechado, ou seja, sem oferta pública.

Enquanto um é uma empresa de tecnologia financeira, o outro é um ativo digital totalmente independente. De fato, se a Ripple deixar de existir, o XRP continuará funcionando enquanto os validadores ainda estiverem on-line.

A Ripple controla apenas aproximadamente 7% da rede XRP, portanto, sua existência, embora útil, não é necessária para a funcionalidade do XRP. Embora seja verdade que o sucesso da XRP pode beneficiar a Ripple, a empresa confia principalmente em seus funcionários e na diretoria para fazer grandes coisas acontecerem. O sucesso individual da XRP depende dos membros da comunidade ou de qualquer pessoa que esteja construindo em cima do XRP Ledger.